Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Profissional é especialista no diagnóstico e tratamento de doenças que afetam o sistema nervoso

Neurologista

Profissional é especialista no diagnóstico e tratamento de doenças que afetam o sistema nervoso

Qual a função de um neurologista?

A neurologia é a área da medicina que estuda, diagnostica e trata doenças que afetam o sistema nervoso central (cérebro, cerebelo, tronco encefálico e medula espinhal) e periférico (nervos, gânglios e terminações nervosas), além dos vasos sanguíneos e músculos presentes nessa região.

O neurologista é capaz de atuar no diagnóstico e tratamento de diversas doenças, e deve ser procurado por adolescentes e adultos se houver sinal de condições neurológicas, ou até mesmo como prevenção e detecção precoce de patologias. No caso de crianças, é mais indicado buscar por um neuropediatra, que exerce a mesma função que um neurologista, mas tem um foco total no tratamento neurológico durante a infância.

Além de ser uma especialidade por si só, a neurologia ainda se divide em outras subespecialidades, como:

  • Neurocirurgia: especialista em realizar intervenções cirúrgicas relacionadas ao sistema neurológico
  • Neuropediatria: área especializada no diagnóstico e tratamento de doenças neurológicas na infância
  • Neurofisiologia: focada na realização e interpretação de exames
  • Medicina do sono: profissional habilitado para tratamento dos distúrbios do sono
  • Neuro-oncologia: médico neurologista responsável por pacientes com câncer no sistema nervoso
  • Neuropsiquiatria: trabalha as causas neurológicas que resultam em alterações comportamentais

O especialista em neurologia, dependendo do caso, também tem a possibilidade de atuar junto de outros profissionais como psiquiatras, reumatologistas e infectologistas.

Quais doenças são tratadas por esse especialista?

A neurologia engloba diversas doenças e condições de saúde, tais como:

Quando devo procurar um neurologista?

Muitos dos sintomas que indicam a necessidade de procurar um neurologista acabam passando despercebidos, pois são confundidos com problemas comuns do dia a dia, tornando difícil saber o momento certo de buscar a ajuda desse profissional.

Entretanto, quanto mais cedo uma possível doença é diagnosticada, melhores são as chances de sucesso no tratamento. Por isso, caso haja alguma preocupação, é importante não a ignorar e procurar orientação médica.

Alguns dos sinais e sintomas que merecem mais atenção e que são um indício de alerta, incluem:

  • Dor de cabeça: é normal sentirmos dor de cabeça de vez em quando. Mas, em casos mais graves, algumas pessoas apresentam enxaquecas, náuseas, vômitos e dores que pioram com esforços físicos.
  • Convulsões: são causadas por estímulos excessivos no cérebro, levando a contração involuntária dos músculos, tremores, perda de consciência, entre outros sintomas. O neurologista atua na descoberta do tipo de convulsão e qual a sua causa.
  • Problemas de locomoção e fraqueza: tremores, problemas para andar, movimentos involuntários, empurrões, andar desajeitado, fraqueza muscular, entre outros, são um possível indício de uma doença no sistema nervoso, como Parkinson.
  • Dormência: acontece quando a circulação de uma área é cortada e, em muitos, casos é normal. Mas se ocorrer repentinamente ou apenas de um lado do corpo, é a hora de buscar um neurologista.
  • Tontura e problemas de visão: vertigem, desequilíbrio (dificuldade em se manter em pé) e problemas de visão podem ser sintomas de uma doença neurológica mais grave e que precisa ser investigada o quanto antes por um profissional.
  • Problemas para dormir: existem vários motivos para não termos uma boa noite de sono, mas se o problema for frequente, pode ser sinal de uma doença do sistema nervoso, como a narcolepsia.
  • Confusão e problemas de memória: quando o esquecimento e a confusão mental são extremos, como ter dificuldade em pronunciar palavras, não saber quem é ou onde está, é capaz de ser um indicativo de doenças neurológicas como Alzheimer.

Como é a consulta com o neurologista?

Na primeira consulta com o especialista será feita a anamnese, para avaliar os sintomas e conhecer o histórico completo de saúde do paciente, além de seu histórico familiar e hábitos de vida.

Após esse primeiro contato, o especialista segue para um exame neurológico clínico, em que são testados os reflexos nervosos do paciente. Seu objetivo principal é analisar como o sistema nervoso central do indivíduo está desempenhando suas funções, observando como o paciente reage aos estímulos.

Ele busca entender se existem distúrbios nervosos que possam afetar a força motora, sensibilidade, marcha, postura, equilíbrio e nervos cranianos do paciente, além de analisar a consciência, atenção e suas funções cognitivas.

O diagnóstico não será confirmado na primeira consulta. Na verdade, é comum ser necessário fazer vários estudos antes de dar um parecer. Portanto, nas consultas seguintes, o médico irá analisar o resultado dos exames solicitados e, então, conseguirá confirmar qual é o problema e prescrever o tratamento mais adequado.

Vale ressaltar que após o diagnóstico é importante comparecer a todas as consultas, realizar check-ups com exames e ter certeza de que seu organismo está reagindo ao tratamento, ou apenas para garantir a saúde do seu corpo.

Quais exames um neurologista solicita?

O neurologista solicita exames complementares para descartar ou confirmar um diagnóstico. Os mais comuns solicitados por esse especialista são:

  • Exames de sangue
  • Ressonância magnética
  • Eletroencefalograma
  • Eletroneuromiografia
  • Mapeamento cerebral (para registrar atividades elétricas no cérebro)
  • Angiotomografia de crânio (para detectar doenças intracranianas, como um aneurisma)
  • Angiorressonância magnética (mostra o fluxo de sangue nas veias e artérias cerebrais)
  • Ultrassonografia transcraniana (analisa estruturas do cérebro)
  • Doppler transcraniano (mede a velocidade do sangue nas artérias cerebrais)
  • Punção lombar (procedimento para coletar líquido cefalorraquidiano, que banha o cérebro e a medula espinhal)

Após a realização dos exames neurológicos, o médico terá mais informações para conseguir avaliar melhor o quadro do paciente e realizar um diagnóstico assertivo.

Quanto custa uma consulta com um neurologista?

Com a Vale Saúde, você consegue marcar consultas presenciais ou por telemedicina (videochamada pelo aplicativo) com neurologistas e mais de 60 especialistas, a partir de R$ 70,00*!

Assinantes também têm descontos em exames, cirurgias e medicamentos. Saiba mais sobre nossas assinaturas!

Covid longa

Paralisia facial

Tontura

Alzheimer

Fadiga

Síndrome da Pessoa Rígida

Vertigem

Aneurisma

Enxaqueca

Síndrome do Pânico

Poliomielite

Distúrbio do sono

Náusea

Tumor Cerebral

Paralisia de Bell

Neuropatia

Síndrome de Guillain-Barré

Neuralgia do Trigêmeo

Epilepsia

Meningite

Zumbido no ouvido

Nevralgia

TOC (Transtorno Obsessivo-Compulsivo)

AVC

Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Desmaio

Convulsão

Apneia do sono

Fibromialgia

Encefalite

Dislexia

Microcefalia

TDAH

Dor nas pernas

Esclerose Múltipla

Parkinson

Síndrome de Tourette

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil