Vale Saúde - Logomarca

Vômito

Expulsão do conteúdo gástrico tem diversas causas, desde sabores desagradáveis até tumores cerebrais

O que é vômito e por que ele ocorre?

**Vômitos são a ejeção rápida e forçada do conteúdo gastrointestinal pela cavidade oral (boca) **. Geralmente é precedido por náuseas (ou ânsia de vômito), e, quando elas não ocorrem, acontece o vômito em jato. Geralmente, também vem acompanhado de palidez, taquicardia (coração acelerado) e sudorese (suor).

O vômito é um sintoma de múltiplas causas. Ele pode sinalizar um refluxo gastroesofágico ou uma faringite, mas também pode ser a manifestação de doenças mais sérias como meningoencefalites (inflamação no cérebro), tumores ou obstruções intestinais.

Para determinar a causa do vômito, é necessário analisar vários fatores. Dentre eles, estão:

Frequentemente, o vômito aparece em conjunto com a diarreia, que é o aumento de evacuações com fezes mais moles ou líquidas. Em alguns casos, pode ser necessária uma visita a um médico para descobrir as causas e buscar tratamentos adequados.

Geralmente, o estado de desidratação do paciente é avaliado para definir o tratamento. Se estiver hidratado, é recomendada a ingestão de mais líquidos que o habitual para prevenir desidratação, além da diminuição do açúcar. No caso de pacientes desidratados, pode ser necessário ir ao médico para receber uma solução de reidratação oral (soro), principalmente em caso de crianças e idosos, quando esse quadro é mais grave.

Caso você esteja em dúvida sobre o que fazer quando estiver com vômito, a Vale Saúde pode ajudar: com qualquer assinatura da Vale Saúde, você tem orientações ilimitadas por telefone para esclarecer todas as suas dúvidas de saúde.

Quais são os tipos de vômitos?

É necessário entender o tipo de vômito para identificar possíveis causas. Em relação a aspectos e conteúdo, os vômitos podem ser:

  • Vômitos alimentares: feitos de restos de alimentos
  • Vômitos aquosos: feitos de saliva e secreções
  • Vômitos biliosos: possuem cor de bile (secreção produzida pelo fígado)
  • Vômitos de sangue: contêm sangue
  • Vômito em jato: súbito e inesperado, comumente não é precedido por náuseas
  • Entre outros

Além disso, os vômitos também conseguem ser avaliados por suas cores: vômitos verdes ou escuros são capazes de indicar problemas relacionados ao trato gastrointestinal e ao abdômen, assim como o vômito amarelo pode ser bilioso.

Quais são os principais motivos do vômito?

Muitas doenças podem ter o vômito como sintoma. Viroses, que são doenças causadas por vírus, têm como principais sintomas vômitos e diarreia, assim como intoxicações alimentares as **Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (DTHA) **, causadas por ingestão de água e alimentos contaminados. Ansiedade e estresse podem ter como sintomas os vômitos, alergia emocional e falta de ar.

Entretanto, nem sempre o vômito significa doença. O sintoma pode ser causado pelo enjoo de movimento durante viagens (chamado de cinetose), pela relação com refeições (ingerir alguma comida com gosto desagradável ou alimentação inadequada, por exemplo) ou até mesmo gravidez.

Qual o tratamento para vômitos?

O profissional de saúde (enfermeiro ou clínico geral) precisará saber mais sobre o vômito antes de receitar um tratamento.

É necessário avaliar o tempo de duração dos vômitos (se é recente ou se é uma queixa recorrente), horário que o paciente comeu pela última vez antes dos episódios, se existe dor e em qual local, além de fazer uma avaliação sobre o tipo do vômito. Após essas análises, pode ser necessário realizar exames para obter o diagnóstico.

O vômito deve ser sempre encarado como um sintoma, por isso é importante entender suas causas antes de realizar algum tratamento. Em alguns casos, podem ser necessário procedimentos específicos para curar as causas, como psicoterapia realizada por psicólogos (nos casos de ansiedade ou depressão, por exemplo) ou intervenções cirúrgicas, quando as situações são mais severas.

Na maioria dos casos, o único tratamento necessário é a hidratação oral, ou seja, beber água e alimentos ricos em água. Outra recomendação é fazer uma dieta fracionada, de preferência líquida, em menor quantidade e mais frequente. Em algumas situações, os profissionais da saúde também podem recomendar remédios pró-cinéticos e antieméticos, que são os medicamentos recomendados para tratar náuseas e vômitos.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Leia mais no nosso blog Saúde V