Vale Saúde - Logomarca
Saiba quando é importante consultar um especialista em coração e sistema circulatório

Cardiologista

Saiba quando é importante consultar um especialista em coração e sistema circulatório

Consultas presenciais e por telemedicina com cardiologista

A PARTIR DE

R$ 70*

Ligue Saúde: orientação médica por telefone

24H POR DIA

Incluso

Pronto atendimento online com Clínico geral e Pediatra

24H POR DIA

R$ 49,90/consulta

Qual a função do cardiologista?

O cardiologista é o médico responsável por cuidar da saúde do coração e elementos do sistema circulatório. A cardiologia é uma especialidade da medicina focada no diagnóstico e tratamento de doenças que afetam o coração e as artérias.

O especialista também se preocupa com os grandes vasos sanguíneos, pelo fato de o coração ser uma “bomba de distribuição” do sangue e muitas das patologias cardiológicas também afetarem as veias e artérias.

Com o aumento do sedentarismo e da má alimentação, as doenças cardíacas estão se tornando cada vez mais frequentes na população. Dessa forma, o protagonismo da cardiologia entre as especialidades médicas só cresce, sendo uma das áreas mais estudadas tradicionalmente. O médico cardiologista está sempre atento a novas pesquisas, técnicas e tratamentos.

Este especialista é capaz de identificar alterações no sistema cardiovascular e indicar o tratamento mais adequado. O profissional realiza consultas com o paciente, analisa o seu histórico familiar, solicita exames e analisa os seus resultados.

O cardiologista interpreta exames como eletrocardiogramas, raio-X, tomografias ou ressonâncias magnéticas de tórax, ecocardiogramas, testes ergométricos e exames de sangue com os níveis de colesterol, glicemia e outros indicadores. Ao analisar o paciente, ele pode prescrever medicações e demais tratamentos.

Também é responsabilidade do cardiologista recomendar intervenção cirúrgica, caso haja necessidade no caso apresentado. Para isso, o profissional precisa ser especializado em cirurgia cardiovascular.

As cardiopatias podem ser congênitas (desenvolvidas antes do nascimento) ou adquiridas ao longo da vida. Com um diagnóstico precoce, o cardiologista prolonga a expectativa de vida do paciente.

Saiba mais sobre a função do cardiologista com a Dra. Silvana Souza

Quais são as principais doenças tratadas?

Quando devo consultar um cardiologista?

Se a pessoa for obesa, sedentária e/ou fumante, ela deve fazer acompanhamento contínuo com um cardiologista, pois esses são fatores de risco para as doenças cardíacas e circulatórias. Esta é a chamada Cardiologia Preventiva. Indivíduos com casos graves de problemas cardiológicos e vasculares no histórico familiar também devem se consultar para fazer check-ups médicos e exames regulares a partir da vida adulta.

Já na chamada Cardiologia Curativa, é indicada uma consulta com o especialista quando a pessoa apresentar os seguintes sintomas associados, que devem servir de alerta:

Quais exames o profissional pode solicitar?

Além de ter a possibilidade de pedir quaisquer testes de laboratório (sangue e urina) e exames de imagem, como os outros médicos, o cardiologista também realiza o exame físico de avaliação em consultório, depois da anamnese, auscultando o coração, aferindo a pressão arterial e analisando inchaço nos membros.

Existem outros testes e procedimentos que são típicos da especialidade:

  • Exames laboratoriais para detectar colesterol alto, triglicérides e diabetes
  • Raio-X de tórax (imagens do tórax por meio de pequenas doses de radiação ionizante)
  • Tomografia do coração e vasos sanguíneos (exame de imagem que detecta anomalias estruturais)
  • Ressonância magnética (exame de diagnóstico por imagem que usa um campo magnético para mostrar a região cardíaca de forma precisa)
  • Eletrocardiograma de repouso (registro gráfico da atividade elétrica do coração)
  • M.A.P.A. (exame que monitora a pressão arterial por 24 horas)
  • Holter (dispositivo que realiza o monitoramento do coração por 24 horas)
  • Teste de esforço ou ergométrico (para identificar problemas cardíacos analisando como o coração reage ao esforço físico)
  • Ecocardiograma (teste que utiliza ondas sonoras para obter imagens do coração)
  • Ecocardiograma transtorácico (ETT - mais comum, quando o equipamento é colocado na região torácica)
  • Cintilografia do miocárdio (exame de imagem que emprega radiação para checar o fluxo sanguíneo do músculo cardíaco)
  • Cateterismo cardíaco (procedimento invasivo que avalia o fluxo de sangue do sistema circulatório)

Subespecialidades cardiológicas

A escolha do médico certo depende do tipo de problema cardíaco enfrentado. A consulta com um cardiologista geral, por exemplo, já direciona o paciente a um especialista para o seu caso. Conheça algumas especialidades da cardiologia:

  • Cardiologia geral: para suspeitas iniciais de problemas cardíacos, como dor no peito, palpitações, falta de ar, hipertensão arterial e outros sintomas relacionados ao coração

  • Arritmia e eletrofisiologia (clínica ou intervencionista): quando o problema cardíaco está relacionado a arritmias cardíacas, como fibrilação atrial ou taquicardia ventricular

  • Cardiologia pediátrica: para crianças que possuem doenças cardíacas desde o nascimento ou as que desenvolvem o problema ao longo do tempo

  • Cardiologia intervencionista (hemodinâmica): para doença arterial coronariana, problemas de válvula cardíaca, aneurismas ou outras condições cardíacas que possam exigir tratamento invasivo, como angioplastia, implantação de stent ou cateterismo

  • Cardiologia especialista em valvopatias: quando o paciente apresenta sintomas como falta de ar, fadiga, palpitações ou inchaço nas pernas

  • Cardiologia especialista em transplantes: especialidade dedicada ao tratamento de pacientes com insuficiência cardíaca avançada que requerem transplante de coração como opção terapêutica

  • Cardiologia especialista em miocardiopatias: diagnóstico, tratamento e manejo das miocardiopatias, que são doenças do músculo cardíaco (miocárdio) que podem levar à disfunção do coração, insuficiência cardíaca e outras complicações

  • Cardiologia especialista em hipertensão arterial: desempenha um papel crucial na identificação precoce, no controle e na prevenção de complicações relacionadas à pressão arterial elevada

  • Cardiologia oncológica: especialidade responsável por tratar e monitorar os efeitos cardiovasculares adversos associados ao tratamento do câncer e às próprias doenças oncológicas

Cardiologia clínica e cardiologia cirúrgica

Na Cardiologia, existe uma subespecialidade chamada Cirurgia Cardiovascular. Boa parte das doenças cardíacas tem a cirurgia como base de tratamento, como é o caso das pontes de safena, mamária e o implante de marcapasso.

Devido à alta complexidade dessas cirurgias, a cardiologia divide especialistas entre os cardiologistas de atuação clínica, que são focados no diagnóstico e nos tratamentos não-invasivos, e os cardiologistas cirurgiões, que fazem todos os processos mais invasivos.

Os principais procedimentos da cardiologia cirúrgica são:

  • Revascularização do coração (as famosas pontes de safena)
  • Correção de doenças congênitas
  • Cirurgia nas válvulas cardíacas
  • Correção de aneurismas
  • Cirurgias de correção de arritmia
  • Transplante de coração
  • Implante de marcapasso e desfibriladores

Qual a diferença entre cardiologista e angiologista?

Cardiologia e angiologia são parceiras contra doenças vasculares. Ambas se complementam para executar diagnósticos e procedimentos corretivos com mais precisão e segurança para os pacientes.

O angiologista fica encarregado do diagnóstico e tratamento clínico das doenças vasculares, ou seja, que são relacionadas aos vasos sanguíneos. A angiologia atua de forma complementar à cirurgia vascular.

As doenças tratadas são muitas vezes correlatas, já que os problemas no sistema circulatório podem se manifestar de diferentes maneiras. Além disso, o grupo de risco das doenças cardíacas tem bastante semelhança com as doenças tratadas pelo angiologista.

Por essa razão, é comum que pacientes com problemas circulatórios ou cardíacos façam consultas com ambos os especialistas, cardiologistas e angiologistas.

Cardiologia na telemedicina

Não são todas as causas para uma consulta cardiológica que podem ser examinadas remotamente. Muitas vezes, um eletrocardiograma de repouso é necessário para uma melhor avaliação do paciente. O médico também precisa aferir a pressão arterial de forma precisa, auscultar o coração e observar detalhadamente outras condições clínicas em um consultório presencialmente.

No entanto, é possível agendar um atendimento online com um cardiologista, para tirar dúvidas, pensando na agilidade e praticidade. Essa modalidade facilita a vida de pacientes que têm a agenda cheia e nem sempre possuem tempo para se locomover até as clínicas.

É possível agendar uma teleconsulta primeiramente, para conversar com o especialista sobre seus sintomas e queixas, dar informações sobre o histórico médico familiar e ter a requisição dos exames adequados para estabelecer um diagnóstico certeiro, sem precisar sair de casa neste momento inicial. Ainda há a possibilidade de o profissional de saúde enviar receitas médicas e atestados pela internet.

Quanto custa uma consulta com um cardiologista?

Com as assinaturas da Vale Saúde você pode marcar consultas presenciais ou por telemedicina (videochamada pelo aplicativo), com médicos especialistas e qualquer profissional de saúde que faça parte da nossa rede de atendimento.

São mais de 60 especialidades, incluindo cardiologistas, custando a partir de R$ 70,00*!

Assinantes também têm descontos em exames, cirurgias e medicamentos. Continue interagindo com a gente e aproveite os benefícios disponíveis para você e sua família.

Escolha a assinatura da Vale Saúde e cuide da sua saúde!

AVC

Hipertensão

Colesterol

Infarto

Miocardite

Trombose

Covid Longa

Hérnia de Hiato

Sudorese

Esclerodermia

Hipotensão Arterial

Disfunção Erétil

Sopro no coração

Tabagismo

Pneumonia

Sedentarismo

Endocardite

Xantelasma

Angina

Taquicardia

Insuficiência Cardíaca

Arritmia

Aterosclerose

Desmaio

Falta de Ar

Fadiga

Doença de Chagas

Bradicardia

Dislipidemia

Valvulopatias