Vale Saúde - Logomarca

Trombose

Doença forma coágulos em veias e artérias, que impedem a circulação correta do sangue e causam dores e inchaços

Consulta presencial com cirurgião vascular

A PARTIR DE

R$ 52*

Consulta online com ortopedista

A PARTIR DE

R$ 105*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é a trombose?

A trombose é uma condição que afeta o organismo por meio de coágulos de sangue. Esses coágulos se formam e atrapalham o fluxo sanguíneo de veias e artérias, podendo causar sintomas como dor e inchaço.

Existem diferentes tipos de trombose, que são definidas de acordo com o local em que a doença está localizada. A mais comum é a trombose venosa profunda (TVP), que geralmente ataca as veias das pernas.

É importante ter atenção e ir ao médico ao sentir sintomas suspeitos de trombose, porque o coágulo pode se movimentar pela corrente sanguínea, em processo chamado de embolia. Durante essa movimentação, o coágulo pode afetar órgãos vitais, como o pulmão e o cérebro, gerando sintomas mais graves e risco de morte em alguns casos.

Conheça os tipos de trombose e seus sintomas

Os sintomas da trombose podem ser diferentes de acordo com o local em que o coágulo está alocado. Por isso, vamos falar sobre os principais tipos de trombose e seus respectivos sintomas:

  • Trombose venosa profunda (TVP): acontece nas veias das pernas. Causa sintomas como vermelhidão, inchaço e sensação de calor no local afetado. Com o tempo, os sintomas podem piorar, gerando também dor, sensação de peso, pele enrijecida e perda de cor nas pernas, do joelho para baixo.
  • Trombose arterial: ocorre quando um coágulo bloqueia total ou parcialmente alguma artéria do corpo. Pode causar sintomas como dor no peito, falta de ar, fraqueza de um lado do corpo, enrijecimento muscular e tontura. Esse tipo de trombose pode resultar em complicações mais sérias, como AVC e ataques cardíacos.
  • Trombose cerebral: quando há um bloqueio total ou parcial das artérias do cérebro. A trombose cerebral é, portanto, um tipo de AVC e causa sintomas como formigamento e paralisia de um lado do corpo, boca torta, dificuldades em falar e problemas de visão.
  • Trombose pulmonar: quando o coágulo afeta os pulmões. Causa falta de ar, dor no peito, tosse e cansaço excessivo. É comum que esses sintomas piorem em pouco tempo.
  • Trombose vascular aguda: quando um coágulo de sangue obstrui uma veia, o que pode ocorrer em diferentes partes do corpo. O maior perigo nesse tipo de trombose é o coágulo se desprender e virar uma embolia, retornando para os pulmões e causando dores no peito, batimentos cardíacos irregulares e cansaço excessivo.
  • Trombose crônica: quando há um coágulo com mais de um mês de “vida”. Esse coágulo se torna rígido e cria cicatrizes na veia em que está instalado. Os sintomas são parecidos com a trombose venosa profunda e o paciente apresenta inchaço nas pernas, dor e falta de coloração abaixo do joelho.

O que causa trombose?

Há alguns fatores de risco que podem aumentar as chances de trombose. Alguns deles são:

  • Histórico familiar de algum tipo de trombose
  • Problemas de circulação sanguínea
  • Varizes
  • Obesidade
  • Gravidez
  • Longos períodos de internação, em que não há movimentação da cama
  • Cirurgias nas pernas ou nos pés
  • Distúrbios sanguíneos, como trombofilia
  • Utilizar medicamentos que mexem com a circulação sanguínea
  • Terapia de reposição hormonal
  • Fazer uso de anticoncepcionais
  • Fumar cigarros
  • Ficar muito tempo sentado ou deitado (dirigindo ou em viagens de avião, por exemplo)

Trombose tem cura?

Sim, a trombose tem cura. Entretanto, para obter diagnóstico e tratamento correto, é essencial procurar um médico assim que os primeiros sintomas suspeitos forem sentidos.

No hospital, o profissional irá solicitar uma série de exames para confirmar o diagnóstico. Após a confirmação, passará o paciente para um tratamento que visa combater o crescimento dos coágulos e impedir que eles se soltem. Isso é feito por meio de medicamentos anticoagulantes, que devem ser prescritos por médicos competentes, como o cirurgião vascular ou um cardiologista.

Após o início do tratamento, o paciente também terá algumas recomendações, como ficar sentado com as pernas para baixo e utilizar meias de compressão, o que reduz a formação de novos coágulos.

Como evitar a trombose?

Para evitar a trombose, é importante seguir boas práticas, com dietas ricas em alimentos saudáveis e, pelo menos, meia hora de exercícios por dia. Além disso, também é bom consultar um médico para que ele avalie o seu histórico familiar, detectando possíveis casos de trombose hereditários.

Também é recomendado controlar o consumo de bebidas alcoólicas, não fumar, se movimentar sempre que possível (seja para tomar água, ir ao banheiro ou simplesmente esticar as pernas) e não se automedicar.

Se você tem varizes, é importante utilizar meias elásticas específicas que ajudam a prevenir a formação de coágulos nas veias.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Anestesista