Vale Saúde - Logomarca

Colesterol

Entenda por que é importante controlar o colesterol e ter uma vida mais saudável

O que é colesterol?

Diferentemente do que muitas pessoas possam achar, o colesterol não é, por si só, uma doença. Na verdade, o colesterol é um composto de gordura presente no organismo humano e que é utilizado para a produção de membranas celulares.

O problema está no acúmulo de colesterol. O corpo humano produz cerca de 70% do colesterol no fígado, enquanto os outros 30% são resultados da nossa alimentação.

Presente em alimentos de origem animal, como ovo, leite e carne, e também em alimentos industrializados ricos em gorduras saturadas e gorduras trans, o colesterol circula pelo sangue por meio de lipoproteínas, podendo grudar nas paredes de veias e artérias e causar problemas cardíacos e/ou derrames.

Saiba mais sobre colesterol com a cardiologista Dra. Silvana Souza

Colesterol “bom” e colesterol “ruim”

Existem três tipos de lipoproteínas que transportam colesterol em nosso organismo: as lipoproteínas de baixa densidade (LDL), as lipoproteínas de alta densidade (HDL) e as lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL).

O LDL é considerado o colesterol “ruim”, que pode entupir artérias e impedir a passagem de sangue, provocando dor no peito ou até mesmo um ataque cardíaco. A taxa ideal do LDL no sangue fica em torno de 130 mg/dl e qualquer número acima disso é preocupante.

Já o VLDL é uma lipoproteína que transporta colesterol e triglicérides (um outro tipo de gordura). Os problemas são os mesmos do LDL: em caso de excesso, placas de gordura podem se prender nas artérias, causando doenças cardiovasculares.

Por outro lado, temos o HDL, que é chamado de colesterol “bom”. Ele ajuda a remover o excesso de colesterol ruim e os níveis no sangue devem se manter acima de 40 mg/dl.

Quais são os riscos do colesterol alto?

  • Pressão alta
  • Infarto
  • Insuficiência cardíaca
  • AVC

O que pode causar excesso de colesterol?

Além da alimentação pouco saudável, outros pontos podem colaborar para o aumento do colesterol LDL.

Faixa etária e gênero é um deles. Mulheres que atingem a menopausa têm tendência a ter um nível de colesterol ruim mais alto, enquanto mulheres que estão na fase reprodutiva têm taxas maiores de colesterol bom. Isso acontece porque o hormônio estrogênio oferece uma proteção contra o LDL.

Histórico familiar também é um ponto de atenção. Caso tenha casos de colesterol alto na família, é importante ter atenção e fazer um acompanhamento médico constante para se certificar de que os índices estejam adequados.

Como tratar o colesterol alto?

O colesterol alto é identificado por meio do exame de sangue. A partir desse momento, o médico irá considerar as melhores formas de tratamento.

Na maioria das vezes, o mais indicado é trabalhar em uma mudança de hábitos, que começa com uma dieta balanceada, com frutas, legumes e verduras, e a implementação de exercícios físicos.

Caso o paciente tenha histórico de colesterol alto na família, remédios como Sinvastatina, Rosuvastatina e Atorvastatina também podem ser prescritos.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Leia mais no nosso blog Saúde V