Vale Saúde - Logomarca

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Exames

Como fazer exame de urina? Dicas para realizar corretamente

26 de

setembro

de 2023

assinatura vale saúde

Saiba como evitar contaminações e garantir a coleta ideal com o preparo adequado

Qual a importância do exame de urina?

Provavelmente você já coletou urina para um exame alguma vez na vida, não é mesmo? Esse teste, frequentemente solicitado por médicos de várias especialidades, possui uma coleta simples e não requer muitos preparos.

Além disso, ele é muito importante para diagnosticar vários tipos de doenças que não se limitam ao trato urinário e aos rins. Algumas alterações na urina conseguem indicar a presença de enfermidades como a diabetes, e identificar algumas patologias que ainda não se manifestaram.

Por isso, o exame de urina é essencial em um check-up médico e é muito útil quando falamos de medicina preventiva, que é de extrema importância para a promoção de saúde para toda a população.

No entanto, mesmo com a tamanha relevância do exame de urina, muitas pessoas ainda podem ter dúvidas quanto ao preparo para a coleta do teste. Até porque, mesmo que seja simples, é necessário saber como evitar contaminações e garantir que a amostra coletada é ideal para realizar o procedimento.

A seguir, vamos falar mais sobre o preparo desse exame, além de também explicarmos quais doenças podem ser diagnosticadas por meio dos resultados desse teste. Confira!

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

Quais são os tipos de exame de urina?

Existem três tipos de exame de urina, que possuem objetivos diferentes. Entenda:

EAS – Urina tipo 1

Esse é o tipo de exame de urina mais comum, mais prescrito pelos médicos e também o mais simples. Ele também pode ser chamado de parcial de urina, e o objetivo é avaliar substâncias presentes no xixi, como:

  • Glicose e hemoglobina
  • Microrganismos, como bactérias, fungos e protozoários
  • Densidade e pH
  • Células epiteliais, hemácias e leucócitos
  • Corpos cetônicos
  • Nitrito, proteínas e urobilinogênio
  • Cilindros e cristais

Um exame com alterações nessas substâncias pode apontar a presença de infecções urinárias, cistites, pedras nos rins, insuficiência renal e até mesmo identificar a possibilidade de diabetes, se a glicose estiver muito alta.

Urocultura

O exame de urocultura tem como objetivo detectar e identificar exatamente qual bactéria está causando infecções no trato urinário, especialmente em casos de cistite (infecção na bexiga) ou pielonefrite (infecção nos rins).

Os testes de urina tipo 1 conseguem mostrar que há infecção, como citamos acima. No entanto, eles são inespecíficos, porque não conseguem apontar o tipo de bactéria responsável pela doença.

Por isso, o exame de urocultura é considerado um complemento praticamente obrigatório, pois impede a prescrição de antibióticos ineficazes e ajuda em um tratamento mais específico, evitando que o paciente sofra com infecções urinárias resistentes e recorrentes.

Para determinar o tipo de bactéria, a urina coletada fica em cultura por até 48 horas. Nesse tempo, os microrganismos se desenvolvem e formam colônias, tornando possível a identificação.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Familiar por R$ 21,90/mês

Urina 24 horas

O objetivo desse exame é analisar o funcionamento dos rins, incluindo a taxa de filtração de sangue, e identificar possíveis doenças renais, como insuficiência renal e pedra nos rins.

Diferente dos outros exames que citamos acima, esse teste requer que o paciente colete urina ao longo de 24 horas, possibilitando maior exatidão na detecção de proteína na urina, um indicativo de que os rins estão doentes.

Outras substâncias que também podem ser identificadas são:

  • Sódio
  • Potássio
  • Cálcio
  • Fósforo
  • Amônia
  • Ureia
  • Ácido úrico
  • Magnésio
  • Fosfato

Na gravidez, esse exame consegue apontar um diagnóstico de pré-eclâmpsia devido à presença de proteína na urina.

O que não pode fazer antes do exame de urina? Entenda o preparo adequado

Ao solicitar que o paciente faça um exame de urina, o médico geralmente indica o tipo de preparo que deve ser realizado. Alguns profissionais, por exemplo, solicitam que o teste seja feito com a primeira urina do dia, mas essa não é uma regra.

As informações de preparo devem constar no pedido médico do exame e podem incluir recomendações como:

  • Não ingerir suplementação de vitamina D
  • Não ingerir laxantes
  • Se estiver tomando antibióticos, esperar 7 dias após o término do tratamento para realizar a coleta
  • Não fazer sexo nem atividades físicas 24 horas antes da coleta

Os laboratórios também podem fornecer referências que devem ser seguidas pelo paciente no dia do procedimento. Se houver qualquer dúvida sobre o preparo, procure o médico responsável pelo pedido.

Assine o App da Vale Saúde: Pronto Atendimento Online 24h por R$ 49,90

Como fazer exame de urina: passo a passo para a coleta

No geral, o exame de urina é simples de ser coletado e não é difícil obter uma amostra ideal. Confira as maneiras mais indicadas para fazer a coleta:

Coleta de exame de urina tipo 1 e urocultura

O paciente precisa saber se o exame deverá ser feito com a primeira urina do dia. Se não houver necessidade, é importante apenas ficar entre 2 e 3 horas sem urinar, para conseguir formar o volume necessário de coleta. Depois, siga o passo a passo:

  • Utilize o frasco de coleta fornecido pelo laboratório
  • Higienize o órgão genital: se estiver em casa, lave-o com água e sabão. Se estiver no laboratório, os profissionais devem fornecer lenço umedecido para realizar a limpeza
  • Lave bem as mãos com água e sabão e seque com uma toalha limpa ou papéis descartáveis
  • Comece a urinar no vaso sanitário e descarte o primeiro jato de urina. Sem parar de urinar, passe a urina para o frasco de coleta e termine de fazer xixi no vaso

É necessário coletar ao menos 10 ml de urina. O frasco deve ser levado ao laboratório em até duas horas se a coleta for feita em casa, e é obrigatório que seja mantido em refrigeração. Não é preciso estar de jejum para fazer o exame.

Coleta de exame de urina 24 horas

Esse caso exige um pouco mais de cuidado por parte do paciente, pois toda a urina, em um período de 24 horas, deve ser coletada no frasco fornecido pelo laboratório. Além disso, é necessário fazer o seguinte:

  • Anotar o horário de início das coletas
  • Esvaziar a bexiga no vaso sanitário. Dessa vez, a urina não deve ser coletada no frasco
  • Depois disso, em um período de 24 horas, toda vez que for urinar, inclusive de madrugada, o paciente deve fazê-lo no frasco de coleta, sem perder nenhum volume
  • Após 24 horas, no mesmo horário de início de coleta, o paciente deve coletar pela última vez e levar a urina imediatamente para o laboratório

Preparamos um exemplo prático para facilitar o entendimento:

  • Segunda-feira, às 9h da manhã, o paciente precisa esvaziar a bexiga no vaso sanitário e anotar devidamente esse horário
  • Ao longo de toda a segunda-feira, toda vez que sentir vontade de fazer xixi, é necessário utilizar o frasco e não perder nenhum volume. O paciente não tem que usar o vaso sanitário para urinar nesse período
  • A urina da noite e da madrugada necessita ser feita no frasco
  • Na terça-feira, às 9h da manhã, será feita a última coleta no frasco

Outras recomendações para realizar esse exame incluem:

  • É necessário conservar o frasco de urina durante 24 horas na geladeira, retirando-o apenas na hora de fazer xixi
  • Se o volume de urina coletado for maior que o frasco fornecido pelo laboratório, é possível utilizar uma garrafa plástica descartável devidamente higienizada
  • Se esquecer de urinar no frasco ou derrubar a urina sem querer, será preciso recomeçar o exame. Dessa forma, o volume já coletado deverá ser descartado, e o frasco terá de ser higienizado
  • O paciente deve manter a ingestão normal de líquidos durante as 24 horas de coleta

Assine o App da Vale Saúde: Desconto em medicamentos de até 35%

Pode fazer exame de urina menstruada?

Essa é uma dúvida muito comum entre as mulheres. A resposta é: não, não é recomendado fazer o exame de urina durante a menstruação.

Isso acontece porque o sangue da menstruação pode causar equívocos na interpretação dos exames. Afinal, a presença de sangue na urina, que é anormal, geralmente é sinal de uma infecção no trato urinário.

Além disso, o ciclo menstrual também representa uma variação hormonal muito grande no organismo da mulher. Dessa forma, o resultado do exame pode não ser confiável, e uma nova coleta precisará ser realizada.

Realize os seus exames com descontos pela Vale Saúde!

Você sabia que, com a Vale Saúde, é possível fazer exames com descontos de até 80%? Além disso, ao assinar, você também tem acesso a mais de 60 especialidades médicas e pode realizar consultas presenciais ou por meio de telemedicina.

Basta escolher a assinatura ideal para as suas necessidades e pronto! Comece a cuidar da sua saúde agora mesmo com mais agilidade, eficiência e com muitos benefícios. Saiba mais!

Exame de Urina



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

para que serve o exame de eletrocardiograma

Para que serve o exame de eletrocardiograma?

Entenda por que é feito o ECG, como também é chamado o teste que avalia a saúde do coração

qual exame detecta apendicite

Qual exame detecta apendicite: o que fazer em casos suspeitos

Inflamação do apêndice tem potencial fatal e pode ser detectada com exames de imagem

qual exame detecta a fibromialgia

Dor crônica: entenda como diagnosticar a fibromialgia

Não há um exame específico para detectar a doença reumatológica, que é uma síndrome dolorosa crônica

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.