Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Saúde Mental

Saúde e Bem-estar

Semaglutida: benefícios e riscos para emagrecer

14 de

fevereiro

de 2024

assinatura vale saúde

Indicada para diabetes tipo 2 e obesidade, gera efeitos colaterais e requer acompanhamento médico.

O que é e para que serve a semaglutida?

A semaglutida é um medicamento antidiabético (para tratar diabetes tipo 2), liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2018 para este objetivo no Brasil. A substância é um análogo do hormônio GLP-1 (glucagon-like peptide-1), que é produzido naturalmente pelo corpo e ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Devido aos bons resultados observados na perda de peso, essa medicação vinha sendo utilizada “off label” (prescrição de drogas farmacêuticas ainda não aprovadas pelo órgão competente, sob responsabilidade do médico que receitou) para pessoas com obesidade. Depois da comprovação de estudos científicos, mais recentemente, em 2023, a Anvisa também aprovou o uso no país para o acompanhamento desta última condição médica.

Sendo assim, a semaglutida pode ser encontrada em farmácias ou drogarias, na forma de injeção (caneta) ou em comprimidos, para o tratamento de doenças como diabetes, obesidade e outros problemas crônicos, como síndrome metabólica. O remédio é vendido mediante apresentação de receita médica, devendo sempre ser usado com orientação do endocrinologista.

A recomendação dos profissionais de saúde é para que a utilização do medicamento seja associada à alimentação equilibrada, orientada por nutricionista, e exercício físico.

A seguir, trazemos mais informações sobre o uso das canetas de injeção para emagrecer, benefícios, orientações e efeitos colaterais. Continue a leitura!

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

Para quem é indicada?

A semaglutida é indicada para o tratamento de:

  • Diabetes mellitus tipo 2 descontrolada (não deve ser utilizada para tratar o tipo 1): quando somente dieta, exercícios físicos e/ou uso de outros antidiabéticos não foram suficientes para controlar os níveis de açúcar no sangue
  • Obesidade em adultos: pacientes com IMC superior a 30
  • Sobrepeso em adultos: pacientes com IMC superior a 27, diagnosticados com, pelo menos, uma das comorbidades a seguir: hipertensão (pressão arterial alta), doenças cardiovasculares, disglicemia (pré-diabetes e diabetes mellitus 2), apneia do sono, dislipidemia (níveis elevados de gordura no sangue), colesterol alto e esteatose hepática (gordura no fígado)
  • Obesidade infantil: em adolescentes com mais de 12 anos, com peso corporal maior que 60 Kg, usada em associação com dieta e aumento da prática de exercícios físicos

No entanto, apenas um médico é capaz de avaliar se a semaglutida é adequada para cada caso e prescrevê-la ou não. É importante que o paciente informe ao especialista (gastroenterologista, cardiologista ou endocrinologista) sobre outras condições de saúde, medicamentos e alergias antes de iniciar o tratamento.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Familiar por R$ 21,90/mês

Como funciona o tratamento?

O medicamento atua de forma semelhante a um hormônio produzido no intestino, o GLP1. Ele funciona da seguinte maneira: toda vez que uma pessoa se alimenta, esse hormônio sinaliza para o cérebro que é hora de reduzir a fome e retardar o esvaziamento do estômago. Sua ação dura uma semana no corpo.

A semaglutida melhora o funcionamento da insulina no organismo, auxiliando no controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2. Isso pode complementar a prevenção de complicações da condição metabólica, como doenças cardíacas, derrames (AVCs), cegueira e insuficiência renal.

Levando à maior sensação de saciedade após uma refeição e, por consequência, inibindo o apetite, o medicamento é capaz de ajudar a reduzir o peso e equilibrar outros indicadores como colesterol e triglicérides e, ainda, a pressão arterial.

Será importante consultar seu médico se as reações adversas resultantes do uso causarem grande desconforto.

Posologia, dosagem e aplicação

A posologia depende do tratamento que está sendo seguido e deve ser prescrita por um médico. Em geral, a semaglutida é administrada uma vez por semana, com aplicações subcutâneas (debaixo da pele) feitas por um dispositivo semelhante a uma caneta.

A dose inicial recomendada é de 0,25 mg, que pode ser aumentada gradualmente para 1 mg ao longo do tempo. É importante seguir as instruções dos profissionais de saúde cuidadosamente e não alterar a dose ou frequência da medicação sem autorização profissional.

A semaglutida é administrada por meio de injeção em uma região do abdômen, coxa ou braço, de acordo com a recomendação médica.

Confira as instruções:

  1. Lave as mãos com água e sabão antes da aplicação
  2. Certifique-se de que a semaglutida está na temperatura ambiente e que a solução está clara e sem partículas visíveis.
  3. Escolha um local de aplicação no abdômen, coxa ou braço e limpe a área escolhida com algodão embebido em álcool.
  4. Retire a tampa protetora da agulha e aplique a injeção subcutânea da caneta conforme indicado pelo médico ou farmacêutico. Certifique-se de inserir a agulha em um ângulo de 45 graus.
  5. Pressione suavemente a área injetada com um pedaço de algodão ou gaze. É importante seguir as instruções fornecidas pelo médico sobre quando, onde e como aplicar a semaglutida para evitar problemas de segurança ou eficácia. Se tiver dúvidas sobre a aplicação, entre em contato com seu médico ou farmacêutico.

Quais são os riscos e contraindicações da semaglutida?

Embora eficaz, a semaglutida pode trazer reações adversas no local da injeção e alterações gastrointestinais como náuseas, vômitos e diarreia. Além disso, há um risco raro de desenvolver pancreatite, sendo contraindicada em casos de histórico da doença, tanto aguda quanto crônica.

A medicação não deve ser prescrita para pessoas que têm histórico pessoal ou familiar de um tipo de câncer da tireoide (câncer medular da tireoide) ou por pacientes com um distúrbio endócrino chamado síndrome neoplásica endócrina múltipla tipo 2 (MEN 2). As injeções ainda devem ser administradas com cautela na interação com outros medicamentos que estimulem a liberação de insulina.

É importante estar ciente dos riscos e malefícios da semaglutida antes de optar por utilizá-la. Converse com seu médico para decidir se o medicamento é adequado para você.

Assine o App da Vale Saúde: Desconto em medicamentos de até 35%

Efeitos colaterais

A semaglutida causa efeitos colaterais como:

Esses desconfortos geralmente são leves e desaparecem após algumas semanas. No entanto, em casos raros, o medicamento pode gerar efeitos colaterais mais graves, como pancreatite, cálculos biliares (pedras na vesícula), problemas renais, taquicardia, alterações no paladar, lesão nos vasos sanguíneos da retina (retinopatia diabética) e choque anafilático.

Se você estiver sentindo algum efeito colateral da semaglutida persistente e muitos desconfortos, consulte seu médico. Ele vai orientar como controlar as reações adversas ou sugerir a interrupção do tratamento.

Assine o App da Vale Saúde: Orientação médica por telefone 24h

Semaglutida e liraglutida: qual é a diferença?

A semaglutida e a liraglutida são dois medicamentos usados para tratar diabetes tipo 2. Ambos os medicamentos são análogos do GLP-1 (peptídeo semelhante ao glucagon-1). O GLP-1 é um hormônio que ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, diminuindo a produção de glicose pelo fígado e aumentando a sensibilidade à insulina.

Porém, existem algumas diferenças entre as medicações. A semaglutida tem ação prolongada, o que possibilita ser administrada uma vez por semana, enquanto a liraglutida deve ser aplicada uma vez ao dia.

A semaglutida tem melhores resultados na redução dos níveis de açúcar no sangue do que a liraglutida e pode ajudar a reduzir o peso e a pressão arterial, embora cause mais efeitos secundários gastrointestinais (náuseas, vômitos e diarreia).

O melhor medicamento para cada caso dependerá de vários fatores, incluindo a gravidade das comorbidades, os objetivos de tratamento e os efeitos colaterais. Converse com o seu médico sobre qual deles é o mais adequado para você.

Confira as comparações:

  • Dosagem: a semaglutida é administrada uma vez por semana; já a liraglutida precisa ser injetada diariamente
  • Via de administração: a semaglutida é administrada por aplicação subcutânea, enquanto a liraglutida tem injeção subcutânea ou intravenosa
  • Eficácia: a semaglutida é mais eficaz na redução dos níveis de açúcar no sangue
  • Efeitos colaterais: a liraglutida provoca desconfortos gastrointestinais menos graves

O modo de ação da liraglutida é diminuir a rapidez com que os alimentos transitam pelo estômago. Ela é apenas injetada, não existe a versão em comprimidos. Entre suas reações adversas, ainda está a dor de cabeça, além dos listados para a semaglutida.

Encontre a ajuda necessária na Vale Saúde

Assine a Vale Saúde e tenha acesso a mais de 60 especialidades médicas, incluindo endocrinologista.

Saiba mais sobre as assinaturas da Vale Saúde e comece a se cuidar!

Semaglutida

Ozempic



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

check-up médico

Você sabe o que é um check-up médico?

Quer saber como se cuidar? Faça o seu check-up regularmente e veja os benefícios

check-up médico

O que é bom para baixar a pressão arterial?

Chás, plantas medicinais e alimentos que ajudam a reduzir a hipertensão em receitas caseiras

IMC: qual o peso ideal para minha altura

IMC: qual é o peso ideal para a minha altura?

Quanto maior o índice, maiores são as chances de desenvolver doenças cardíacas e diabetes

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil