Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Mapeamento de Retina

Exame preventivo consegue detectar desde inflamações para tumores oculares

Exames laboratoriais e de imagem

A PARTIR DE

R$ 4,90

Consultas presenciais e por telemedicina

A PARTIR DE

R$ 70

Pronto atendimento online com Clínico geral e Pediatra

24H POR DIA

R$ 49,90/consulta

O que é mapeamento de retina?

O mapeamento de retina, também conhecido como fundoscopia ou exame de fundo de olho, é um procedimento de rotina, em que o oftalmologista consegue avaliar detalhadamente toda a retina (responsável pela formação de imagens), incluindo o gel do olho (humor vítreo), o tecido ocular, os vasos sanguíneos e os nervos ópticos.

Trata-se de um exame essencial para a saúde ocular, pois identifica e previne desde doenças oculares, como glaucoma, inflamações e tumores, até condições capazes de causar danos aos olhos, como diabetes e hipertensão arterial.

O método não é invasivo, dura apenas alguns minutos e costuma fazer parte das consultas oftalmológicas, já que é considerado um preventivo importante. Dessa forma, é recomendado realizar o mapeamento de retina anualmente, como parte de um check-up visual.

Para que serve o exame?

O mapeamento de retina é capaz de auxiliar no diagnóstico, no acompanhamento e na prevenção de várias doenças, sejam elas oculares ou com potencial de causar danos aos olhos.

Além disso, é um exame indicado para bebês prematuros (que nasceram com 32 semanas ou menos, ou com um peso igual ou inferior a 1.500g), pois consegue indicar a existência da retinopatia da prematuridade. Essa condição é comum após partos prematuros e é caracterizada pelo crescimento anormal dos vasos sanguíneos dos olhos. Se não for devidamente tratada, pode causar cegueira irreversível.

Quais diagnósticos podem ser feitos com o mapeamento de retina?

Com o mapeamento de retina, o oftalmologista identifica alterações, lesões ou complicações causadas por doenças oculares, ou sistêmicas capazes de causar danos nos olhos.

Os exemplos de doenças oculares são:

  • Glaucoma
  • Descolamento de retina
  • Tumores e cânceres oculares
  • Inflamações
  • Retinopatia diabética
  • Retinopatia hipertensiva
  • Retinopatia da prematuridade
  • Falta de fluxo sanguíneo nos olhos
  • Oclusões vasculares (bloqueio de uma ou várias veias responsáveis por irrigar a retina)

Já as doenças sistêmicas incluem:

  • Hipertensão arterial
  • Diabetes
  • Condições neurológicas, hepatológicas ou reumáticas

Quando e quem deve fazer o exame?

Por ser considerado um exame preventivo e de rotina, o mapeamento de retina é indicado para todas as pessoas anualmente. No entanto, algumas situações tornam a realização do procedimento ainda mais importante:

  • Idade igual ou superior a 50 anos
  • Diagnóstico de miopia, para acompanhar a retina periférica e prevenir possíveis descolamentos de retina
  • Doenças crônicas como pressão alta e diabetes
  • Uso de medicamentos considerados tóxicos para a retina, como cloroquina, clorpromazina, tamoxifeno ou isotretinoína
  • Suspeita de retinopatias
  • Alterações na retina ou nos nervos ópticos
  • Alterações oculares, como perda total ou parcial da visão, ou vista embaçada
  • Histórico familiar de problemas na retina
  • Antecedentes pessoais de descolamento de retina
  • Traumas ou lesões oculares

Nesses casos, o oftalmologista deve dizer ao paciente com que periodicidade o procedimento deve ser feito.

Como é feito e qual é o tempo de duração do mapeamento de retina?

O mapeamento de retina é considerado não invasivo, e é feito durante a consulta oftalmológica. Além de não provocar dor, costuma durar, no máximo, 5 minutos.

Para realizar o procedimento, o oftalmologista utiliza um aparelho chamado oftalmoscópio binocular indireto, responsável por projetar uma luz no fundo do olho (retina) e proporcionar uma boa avaliação da área por parte do especialista, que ainda conta com o apoio de lentes convergentes de aumento.

O médico examina um olho de cada vez e, se possíveis alterações forem detectadas, ele pode solicitar outros exames complementares para confirmar ou descartar o diagnóstico. Se o problema for evidente, há chances de o paciente deixar o consultório já com um tratamento adequado prescrito.

É comum que o oftalmologista peça que a pupila esteja dilatada para a avaliação. Para isso, são aplicados colírios alguns minutos antes da consulta.

Como se preparar e quais os cuidados após o exame?

Por ser um exame que possui baixa complexidade, o paciente não precisa realizar nenhum preparo prévio. É recomendado, no entanto, não utilizar lentes de contato no dia da consulta e comparecer ao consultório com um acompanhante, pois a dilatação da pupila faz com que a visão permaneça embaçada entre 4 e 6 horas.

Durante esse período, a pessoa não deve dirigir nem caminhar sozinha, a fim de evitar acidentes. Além disso, após o procedimento, é indicado utilizar óculos escuros para diminuir desconfortos nos olhos, já que a pupila dilatada pode causar fotofobia (sensibilidade à luz).

Existem riscos em fazer o mapeamento de retina?

Não há qualquer tipo de risco relacionado à realização do mapeamento de retina. A luz projetada pelo aparelho oftalmoscópio é considerada segura e não existem contraindicações absolutas para a realização do teste.

Devido à importância diagnóstica e preventiva desse exame, é aconselhável que todas as pessoas façam a avaliação durante as consultas oftalmológicas de rotina. É essencial ter em mente que várias doenças oculares e sistêmicas são silenciosas, o que dificulta a detecção precoce.

O mapeamento de rotina permite que esses problemas sejam identificados de maneira prévia, possibilitando que o paciente tenha acesso ao tratamento correto antes de sofrer com complicações graves, incluindo cegueira irreversível.

Onde fazer o exame?

Com uma assinatura da Vale Saúde, você tem desconto na realização de diversos exames laboratoriais ou de imagem, incluindo o mapeamento de retina. Além disso, ainda conta com acesso a consultas com mais de 60 tipos de especialidades médicas, como oftalmologistas e clínicos gerais.

As consultas podem ser feitas de maneira presencial ou por telemedicina. Para realizar os exames, basta procurar o laboratório ou consultório mais próximo de você em nossa rede de atendimento.

Se você ainda não é assinante, conheça as condições da Vale Saúde e comece a cuidar da sua visão agora mesmo!

Assine e agende um exame

Para ter acesso aos descontos em exames, escolha a assinatura ideal para você

Faça parte da Vale Saúde e tenha desconto em procedimentos cirúrgicos!

1

Faça seu cadastro e assine

Assinaturas a partir de R$ 14,90/mês, sem carência e sem mudança de preço por idade

2

Baixe o App Vale Saúde

É só acessar a loja de aplicativos de seu celular.

Botão da Play Store
Botão da Apple Store

3

Agende seu exame

Confira a rede credenciada para escolher a melhor opção de laboratório ou clínica para você. Depois, é só agendar seu exame e nos enviar o pedido médico.

Tudo pelo App!

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil