Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Especialidade abrange atendimento clínico, cirúrgico e exames relacionados à região dos olhos

Oftalmologista

Especialidade abrange atendimento clínico, cirúrgico e exames relacionados à região dos olhos

Qual a função de um oftalmologista?

A Oftalmologia é a área responsável por estudar, diagnosticar e tratar doenças que afetam os olhos. Dessa forma, o oftalmologista tem como função preservar e garantir a saúde ocular para os pacientes.

Diferente de outras especialidades médicas, a Oftalmologia é conhecida por abranger atendimento clínico e cirúrgico, além de vários exames oculares, o que não necessariamente acontece em outras áreas da Medicina.

Por exemplo, o neurologista e o neurocirurgião cuidam das mesmas faixas do corpo (regiões da cabeça e da coluna), mas enquanto o primeiro é responsável por atender clinicamente, solicitar exames e diagnosticar, o segundo é encarregado por realizar cirurgias. Já o oftalmologista exerce todas essas funções, com especializações dentro da própria área (oftalmopediatria, oftalmogeriatria, cirurgião oftalmologista).

Além disso, esse especialista atende pacientes de todas as idades, sendo essencial da infância até a velhice. Por isso, é uma área muito ampla e está entre as 10 especialidades médicas com maior número de profissionais atuantes.

Quais são as principais doenças tratadas por esse especialista?

O oftalmologista trata de uma grande gama de doenças oculares, que vão desde infecções, como conjuntivite, até condições mais graves que necessitam de cirurgia corretiva, como glaucoma e catarata.

Outros exemplos incluem:

  • Erros de refração, como astigmatismo, miopia, hipermetropia e presbiopia (vista cansada para leitura)
  • Ambliopia (diminuição da visão devido a um desenvolvimento visual anormal)
  • Alergia ocular
  • Estrabismo
  • Degeneração macular
  • Pterígio (crescimento de um tecido na área de exposição ocular e na córnea)
  • Trauma ocular
  • Descolamento de retina
  • Doenças da córnea e da órbita ocular
  • Uveíte (doença inflamatória que pode comprometer totalmente a úvea)
  • Tumores oculares
  • Retinopatia diabética (diminuição da visão que atinge pacientes diabéticos quando o nível de glicose se mantém muito elevado)
  • Degeneração macular relacionada à idade (condição ocorre na retina e causa cegueira em pacientes acima de 50 anos)
  • Retinoblastoma (câncer ocular que ocorre principalmente em crianças)

Quando devo procurar um oftalmologista?

Há alguns sinais que devem ligar o alerta para que você marque uma consulta com um oftalmologista o quanto antes. São eles:

  • Dificuldade para enxergar
  • Histórico familiar de doenças oculares
  • Coceira, ardência ou secreção nos olhos
  • Pressão nos olhos
  • Diabetes ou hipertensão
  • Ter mais do que 40 anos

Entretanto, esses não são os únicos motivos para buscar este profissional. É importante marcar uma consulta anualmente para realizar check-ups, porque grande parte das doenças oculares são silenciosas e apresentam sintomas apenas quando já estão avançadas.

É estimado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que 80% dos casos de cegueira em todo mundo poderiam ser evitados com exames oftalmológicos anuais e tratamento precoce.

O glaucoma e a retinopatia diabética, por exemplo, precisam ser diagnosticados o quanto antes, pois causam cegueira irreversível. A catarata, embora cause cegueira reversível, tem que ser detectada precocemente para que o tratamento seja menos invasivo.

Além disso, problemas de visão impactam o dia a dia e o desempenho nos estudos e no trabalho. Desse modo, a rotina de visita ao oftalmologista deve ser incorporada desde a infância para diagnosticar possíveis doenças de refração, como a miopia (é estimado pela OMS que 25% da população brasileira possui essa condição) e acompanhar a evolução dessas patologias, garantindo a melhor visão possível por meio de correções (uso de óculos, lentes e até mesmo cirurgias).

Uma pesquisa realizada pela Agência Brasil indicou que 21% dos brasileiros entre 18 e 24 anos nunca foi ao oftalmologista. Ou seja, 1 a cada 5 brasileiros nessa faixa etária não cuidam corretamente da saúde dos olhos, o que é grave, já que a visão é um dos sentidos mais importantes do corpo humano.

Quais exames são feitos ou solicitados por um oftalmologista?

Alguns exames oftalmológicos são muito importantes e geralmente são realizados em todas as consultas de rotina, principalmente em adultos. Conheça alguns deles:

  • Avaliação externa: primeiro exame que é realizado na consulta, em que o médico avalia a área externa dos olhos.
  • Teste ortóptico: em que o oftalmologista avalia os músculos ligados aos olhos, checando possíveis alterações sensoriais.
  • Oftalmoscopia ou fundoscopia: realizado com um aparelho chamado de oftalmoscópio, que checa o fundo do globo ocular.
  • Exame de refração (acuidade visual): o mais comum dos exames oftalmológicos, em que o médico avalia a necessidade da utilização de lentes corretivas e diagnostica possíveis erros de refração (miopia, astigmatismo, hipermetropia, entre outros).

O profissional poderá diagnosticar problemas de visão ou outras doenças oculares por meio desses exames. Porém, se houver necessidade de confirmação de diagnóstico, alguns exames complementares são solicitados, como:

  • Gonioscopia (utilizado para identificar glaucoma)
  • Ceratometria (realizado para medir a curvatura corneana)
  • Teste de Ishihara (para diagnosticar daltonismo)
  • Mapeamento de retina (para detectar doenças como catarata, descolamento de retina, tumores e má formação ocular)
  • Tonometria (feito para medir a pressão interna do olho em pacientes com hipertensão ou diabetes, por exemplo)

Há também o teste do olhinho, um exame oftalmológico para recém-nascidos que é obrigatório no Brasil desde 2017. O recomendado é que esse teste seja feito antes que o bebê receba alta do hospital, mas, se não for possível, ele deve ser realizado até os 3 meses de vida. O objetivo é diagnosticar de maneira precoce condições como glaucoma, catarata congênita e retinoblastoma.

O que perguntar em uma consulta com um oftalmologista?

Ao se consultar com um oftalmologista, é muito importante voltar para casa sem ter dúvidas. Embora os questionamentos sejam particulares de cada pacientes, algumas perguntas semelhantes podem ser esclarecidas pelo especialista:

  • Com qual frequência devo fazer os exames oftalmológicos de rotina?
  • O grau dos óculos ou lentes de contato muda todo ano?
  • Forçar a vista aumenta o grau?
  • Todo mundo consegue usar lentes de contato?
  • Como limpar os olhos corretamente?

Oftalmologista na telemedicina

A consulta presencial com um oftalmologista é essencial, principalmente para realizar os testes de rotina, que costumam ser feitos durante o atendimento no consultório. No entanto, a telemedicina proporciona várias vantagens para os pacientes.

Em uma teleconsulta, a pessoa consegue tirar dúvidas com o especialista sem precisar sair de casa e enfrentar filas. O profissional também é capaz de identificar alguns problemas, como conjuntivite, e prescrever medicamentos e atestados de maneira totalmente digital, além de fazer a emissão de laudos à distância, tornando o processo de diagnóstico mais ágil e prático.

Quanto custa uma consulta com um oftalmologista?

Com a Vale Saúde, você pode marcar consultas presenciais ou por telemedicina (videochamada pelo aplicativo) com oftalmologistas e outras 60 especialidades médicas a partir de R$ 70,00*!

Assinantes também têm descontos em exames, cirurgias e medicamentos. Saiba mais sobre as nossas assinaturas e comece a cuidar da sua saúde agora mesmo!

Glaucoma

Catarata

Conjuntivite

Descolamento de retina

Tabagismo

Icterícia

Rosácea

Herpes Zóster

Toxoplasmose

Neuropatia

Paralisia de Bell

Astigmatismo

Albinismo

Terçol

Miopia

Fadiga

Calázio

Estrabismo

Hipermetropia

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil