Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Saúde Mental

Saúde e Bem-estar

Além de um filtro, qual a função do fígado no organismo?

20 de

abril

de 2023

fígado suas funções e importância para o organismo
assinatura vale saúde

A principal função do órgão é filtrar o sangue e eliminar toxinas, mas também possui outros papéis essenciais

A importância do segundo maior órgão do corpo humano

Antes de falarmos sobre qual a função do fígado, uma curiosidade: você sabia que ele é o segundo maior órgão do organismo ficando apenas atrás da pele?

Com aproximadamente 20cm, o fígado pertence ao sistema digestório e está localizado na parte superior direita do abdômen. Além disso, também é a maior glândula do corpo humano e pesa, aproximadamente, 1,5kg em homens e 1,2kg em mulheres.

Outro ponto importante a respeito do órgão é o seu poder de regeneração. Ele consegue recuperar o seu tamanho e volume natural rapidamente após alguma perda de tecido hepático.

Isso é possível por conta da agilidade na proliferação das células que formam o órgão. Desse modo , o transplante de fígado é possível e, geralmente, não apresenta qualquer tipo de perda ao doador.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

Mas qual é a função do fígado?

A pergunta mais correta, na verdade, é: quantas funções tem o fígado?

E, agora que já falamos um pouco mais sobre o órgão, vamos abordar o assunto principal desse artigo: as funções que ele exerce. E já adiantamos, o fígado é um órgão com vários papéis muito importantes, como você pode conferir abaixo:

Eliminar toxinas e filtrar o sangue

Talvez a função mais conhecida do fígado seja a de filtragem do sangue e eliminação de toxinas. Isso inclui substâncias que são absorvidas pelo intestino e medicamentos, por exemplo.

Para que essas toxinas sejam eliminadas, o sangue passa por uma filtragem no fígado. Depois disso, elas são encaminhadas aos rins, que as eliminam pela urina.

Armazenar e liberar glicose, vitaminas e minerais

Você já ouviu falar que a comida é a nossa energia, certo? Quando nos alimentamos, o fígado é o responsável por armazenar a glicose dos alimentos e a glicose é o que nos dá energia.

A mesma coisa acontece com as vitaminas e minerais, como o ferro, vitamina A, D, B12, K e cobre, que são essenciais para o funcionamento do corpo humano no geral e ficam estocados no fígado.

No momento em que precisamos de energia (e isso pode incluir várias atividades, como sair para trabalhar ou fazer exercícios físicos),  o fígado libera a glicose no organismo.

Outro fato interessante é que o órgão também consegue transformar outras substâncias, como a frutose e a galactose, em glicose. Legal, né?

Digerir gorduras

Outra função muito importante do fígado no sistema digestório é a produção de bile. A bile é uma espécie de suco digestivo, que serve para digerir gorduras.

Essa substância é composta por alguns sais que transformam a gordura em ácidos graxos, que são mais fáceis de digerir.

Produzir proteínas

A maioria das proteínas que são encontradas no sangue são produzidas no fígado, sabia? Alguns exemplos são a albumina, a transferrina e o fibrinogênio.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Familiar por R$ 21,90/mês

Produzir colesterol

O fígado também consegue produzir colesterol a partir da gordura que é processada no órgão.

Essa é outra função dele no sistema digestório e é muito importante, porque o colesterol é essencial para a produção de células. Lembrando que existem dois tipos de colesterol: o HDL ( colesterol bom) e o LDL (conhecido como colesterol ruim).

Destruir glóbulos vermelhos

Os glóbulos vermelhos, também conhecidos como hemácias, são as células responsáveis pelo transporte do oxigênio pelo organismo e pela cor vermelha do sangue.

A vida útil delas é bem breve e dura, em média, 120 dias. E cabe ao fígado destruir essas hemácias velhas, ou que estão com algum tipo de defeito. Ele absorve esses glóbulos vermelhos e libera o ferro contido neles no sangue. Depois disso, o ferro chega à medula óssea, que vai produzir novas hemácias.

Regular a coagulação sanguínea

Por meio da absorção da vitamina K, o fígado consegue participar da ativação de plaquetas, que são as responsáveis por coagular o sangue quando há algum tipo de sangramento em um machucado, por exemplo.

Metabolizar medicamentos

Como falamos acima, o fígado filtra o sangue. Com isso, ele também se torna o responsável por metabolizar medicamentos. A função é a seguinte: liberar enzimas que inativam os remédios e enviá-los para os rins, para que sejam eliminados na urina.

A mesma coisa acontece com o álcool e as drogas. É por isso, inclusive, que o fígado é acometido por doenças como cirrose, hepatite medicamentosa e hepatite alcóolica.

Assine o App da Vale Saúde: Pronto Atendimento Online 24h por R$ 49,90

Destruir microrganismos

O fígado também tem função importante no sistema imunológico. Ele possui várias células de defesa que são capazes de matar vírus ou bactérias que possam tentar atacá-los por intermédio do intestino.

Essas células também conseguem combater infecções da corrente sanguínea. Um fato curioso é que, em pessoas que retiraram o baço, o fígado passa a assumir um papel essencial na imunidade ao realizar o combate de microrganismos.

Leia também: Baço: entenda a função desse órgão e as doenças que podem afetá-lo

Transformar amônia em ureia

A amônia é uma substância tóxica para o organismo. O fígado consegue transformar a amônia que chega da proteína de alguns alimentos em ureia, que é eliminada pela urina, sem prejuízos ao corpo humano.

O que acontece quando o fígado não funciona direito?

Quando o fígado para de funcionar corretamente, surge um quadro chamado de insuficiência hepática. Isso pode acontecer por vários motivos, como:

  • Hepatites
  • Cirrose
  • Câncer de fígado
  • Sepse (infecção generalizada)
  • Doença de Wilson (que acontece pelo acúmulo de cobre no fígado)
  • Consumo frequente e abusivo de álcool e drogas
  • Uso frequente de alguns medicamentos, como antibióticos, anti-inflamatórios, anticonvulsionantes e paracetamol

O fígado pode parar de funcionar de maneira gradual ou repentinamente, quase de uma hora para outra. Alguns sintomas muito frequentes da insuficiência hepática são:

  • Náuseas, diarreia e vômitos, que podem ter sangue
  • Falta de apetite
  • Sensação de estar com o estômago cheio, mesmo após uma refeição leve
  • Cansaço e sono excessivo
  • Icterícia (pele e olhos amarelados)
  • Inchaço na barriga e nas pernas
  • Dor no lado superior direito do abdômen
  • Perda de peso sem motivo aparente
  • Hálito com cheiro adocicado
  • Urina escura
  • Fezes esbranquiçadas
  • Hematomas ou sangramentos fáceis, que demoram para coagular
  • Coceira por todo o corpo
  • Mal-estar generalizado
  • Confusão mental ou desorientação

O que fazer em casos de insuficiência hepática?

Ao apresentar alguns dos sintomas acima, o paciente precisa procurar atendimento médico o quanto antes. Um clínico geral pode analisar o quadro, mas o mais indicado é que a pessoa seja tratada por um hepatologista, que é o médico especialista no fígado.

A insuficiência hepática precisa de muita atenção porque, como você pode perceber, o fígado é essencial para o organismo humano e, quando para de funcionar, pode gerar problemas graves, como:

  • Encefalopatia hepática (deterioração do funcionamento cerebral)
  • Edema cerebral
  • Insuficiência renal
  • Hemorragia gastrointestinal
  • Infecção por bactérias ou fungos com maior frequência
  • Edema pulmonar

O tratamento da doença vai depender do motivo. O hepatologista precisa solicitar exames e ouvir o histórico do paciente para decidir qual é o melhor método de tratar a condição.

Dicas para cuidar bem do seu fígado

Um fígado saudável é sinônimo de uma pessoa também saudável. E há várias maneiras de cuidar bem do seu fígado e evitar uma insuficiência hepática. Algumas dicas são:

  • Ter uma dieta saudável, evitando o consumo de alimentos muito gordurosos, o que também impede o quadro de esteatose
  • Beber bastante água ao longo do dia
  • Praticar exercícios físicos por pelo menos 30 minutos por dia
  • Fazer check-up médico pelo menos uma vez ao ano
  • Não usar drogas e não consumir álcool de maneira abusiva, nem frequentemente
  • Não abusar no consumo de medicamentos, principalmente se não tiver prescrição médica
  • Não fazer sexo sem camisinha, nem compartilhar seringas para evitar contaminação pelas hepatites B e C

Lembre-se: as doenças no fígado podem ser silenciosas. Maus hábitos ao longo da vida causam a deterioração do órgão e, com o tempo, podem levar a um diagnóstico grave de insuficiência hepática.

Por isso, o mais recomendado a fazer é cuidar sempre da sua saúde. Com a Vale Saúde, você tem acesso a consultas com hepatologistas para fazer exames de rotina sempre que precisar!

Saiba mais sobre a Vale Saúde e conheça agora as nossas assinaturas!

*Valores de referência em SP, Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o valor preciso será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Fígado



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

fígado suas funções e importância para o organismo

O que comer quando se está com virose?

A alimentação para se recuperar de uma virose deve ser leve e de fácil digestão, com poucas fibras

engasgo: o que fazer em uma situação como esta

Engasgo: saiba o que fazer em uma situação como esta

Tossir é uma alternativa para engasgos, mas é importante saber como proceder em situações graves

o que é passiflora

O que é Passiflora e como prevenir sintomas de estresse

A flor, conhecida como “flor da paixão”, pode te ajudar a prevenir estresse e ansiedade

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil