Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Miopia

Distúrbio visual provoca dificuldade em enxergar objetos distantes com clareza

Consulta presencial com oftalmologista

A PARTIR DE

R$ 60*

Consulta online com clínico geral

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é miopia?

A miopia é, provavelmente, o distúrbio visual mais comum de todos. Pessoas míopes enfrentam dificuldade em enxergar objetos que estão distantes, pois eles parecem borrados e distorcidos. É um dos chamados erros de refração, assim como o astigmatismo, a presbiopia e a hipermetropia.

O grau de miopia é o que determina a distância em que a falta de nitidez na visão irá começar. Quanto mais alto o grau, mais dificuldade o paciente apresentará para enxergar. Em casos graves, o indivíduo pode deixar de ver itens que estão a poucos centímetros de seus olhos.

Embora os míopes não enxerguem bem de longe, a visão de perto não é afetada e a pessoa pode, por exemplo, ler um livro tranquilamente, sem precisar de óculos ou lentes de contato corretivas.

Em um olho normal, os formatos da córnea e do cristalino são arredondados, o que permite que os raios de luz refratados permaneçam em um único ponto da retina, possibilitando a criação de imagens claras no cérebro. Já na miopia, o formato do olho é mais alongado ou a córnea é mais curva, causando erros de refração e atrapalhando a nitidez das imagens.

Saiba mais sobre Miopia com o oftalmologista Dr. Arthur Aquino

Quais são os principais sintomas?

  • Visão embaçada ao tentar focar em objetos distantes
  • Não reconhecer itens ou pessoas que estejam distantes
  • Dor de cabeça e crises de enxaqueca
  • Tontura
  • Necessidade de apertar os olhos para conseguir focar no que está distante
  • Tensão ocular
  • Vontade frequente de piscar ou esfregar os olhos
  • Sensação de fadiga ao dirigir

Em crianças, é possível observar também:

  • Atenção reduzida
  • Na sala de aula, há necessidade de sentar-se mais próximo à lousa para enxergar o que está escrito
  • Necessidade de segurar objetos bem próximos ao rosto
  • Necessidade de sentar-se muito próximo à televisão para conseguir enxergar
  • Queda nas notas

O que causa miopia?

O principal fator de risco para o desenvolvimento da miopia é a hereditariedade. Pessoas míopes costumam ter pelo menos um dos pais com o problema e é esperado que um ou mais filhos também nasçam com a condição.

No entanto, os fatores ambientais, incluindo hábitos diários, também são muito importantes para determinar o surgimento e o agravamento da condição.

Nos tempos atuais, a exposição excessiva a aparelhos eletrônicos, como smartphones, televisões, tablets e computadores, contribui para um estresse visual excessivo. Isso acontece porque, nessas situações, apenas a visão de perto é estimulada.

Outros problemas que podem levar a uma curvatura inadequada dos olhos são:

  • Diabetes
  • Traumas oculares
  • Leitura de perto prolongada (ler um livro por muitas horas sem pausa, por exemplo)
  • Falta de exposição à luz solar durante a infância
  • Aumento da pressão intraocular
  • Estrabismo
  • Catarata congênita
  • Iluminação escura em ambientes de estudos
  • Down e outras síndromes

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da miopia deve ser feito por um médico oftalmologista. Em grande parte dos casos, o problema é detectado na infância, a partir dos quatro anos, quando os olhos começam a crescer mais rápido. A condição evolui e se agrava com a chegada da adolescência e também pode surgir em adultos que possuem diabetes ou que forçam muito a visão.

Para diagnosticar a doença, o oftalmologista testará a maneira com que os olhos do paciente se adaptam à luz. Também é comum que o especialista peça para ler algumas letras e números, de diferentes tamanhos, que permanecem em um painel distante do indivíduo, conhecido como Tabela de Snellen.

Outro teste comum acontece com o uso de um foróptero. Nesses casos, oftalmologista coloca uma série de lentes próximas ao olho do paciente para medir o grau de lente necessária para corrigir o embaçamento da visão.

Como é feito o tratamento?

Existem alguns tipos de tratamento que conseguem aliviar os sintomas da miopia:

Uso de óculos

É possível tratar e corrigir a miopia por meio de métodos muito populares, como os óculos. Os óculos para míopes devem ter as lentes côncavas e com o grau apresentado pelo paciente.

Algumas pessoas com grau baixo conseguem fazer grande parte das atividades do dia sem os óculos, colocando-os só para dirigir ou assistir a um filme. Outras, que possuem um quadro mais grave, provavelmente vão precisar ficar de óculos o dia inteiro.

Uso de lentes de contato

As lentes de contato também são uma opção muito conhecida. Utilizá-las vai depender da adaptação do paciente, pois muitas pessoas podem ter problemas ao colocá-las. Entretanto, as lentes podem ser mais confortáveis porque oferecem uma visão mais ampla do que os óculos.

O uso de lentes também é recomendado para pessoas que praticam atividades físicas de alta intensidade e com alto nível de impacto, como futebol e basquete. Mas é preciso ter atenção com os cuidados que as lentes requerem. Ao não seguir as recomendações do oftalmologista, problemas oculares mais graves, incluindo inflamações e infecções, podem surgir.

Cirurgias a laser

Por fim, **existem as cirurgias refrativas a laser, conhecidas como LASIK (laser in situ keratomileusis) ou a PRK (ceratectomia fotorrefrativa) **. Nos dois métodos, é utilizado um raio laser para remodelar o formato da córnea por meio da remoção de tecido do olho.

Ambos os procedimentos conseguem corrigir alguns graus de miopia de acordo com a quantidade de tecido da córnea que pode ser removido sem prejudicar a saúde ocular. A taxa de sucesso dessas cirurgias beira os 95%.

O método cirúrgico mais moderno é chamado de SMILE (Small Incision Lenticule Extraction). É uma maneira de tratamento menos invasiva e com um tempo de recuperação muito mais rápido e com incômodo menor para o paciente.

É importante destacar que as cirurgias corretivas não são para qualquer pessoa. Esses procedimentos geralmente são aconselhados para adultos em que o grau da miopia já está estagnado, ou seja, que parou de aumentar.

Como prevenir a miopia?

A Sociedade Brasileira de Oftalmopediatria recomenda alguns hábitos para tentar impedir o surgimento da miopia na infância. É importante, por exemplo:

  • Estimular a criança a ficar pelo menos 2 horas por dia na luz natural do sol
  • Evitar a exposição contínua de crianças menores de 2 anos a telas como televisão, tablets e smartphones
  • Monitorar crianças e adolescentes para evitar o uso excessivo de eletrônicos, mantendo o tempo médio entre 2 e 3 horas por dia
  • Incentivar que crianças e adolescentes saiam do quarto e usufruam de outros espaços comuns da casa, principalmente quintais abertos

Em todas as idades, é indicado:

  • Fazer uma pausa de pelo menos 30 minutos ao trabalhar com computadores
  • Durante essas pausas, evitar mexer no celular e em outros eletrônicos
  • Manter as telas pelo menos 30 cm do rosto (cerca de um braço de distância)
  • Não usar telas durante as refeições
  • Não usar telas pelo menos 1 hora antes de dormir
Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Monções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil