Vale Saúde - Logomarca

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Saúde Mental

Top10 Saúde

Exames

Confira qual exame detecta infecção nos rins

19 de

abril

de 2023

qual exame detecta infecção nos rins
assinatura vale saúde

Testes laboratoriais de sangue e urina e exames de imagem confirmam diagnóstico

Como saber se estou com infecção nos rins?

As infecções urinárias podem ocorrer no trato urinário inferior (bexiga e uretra) ou trato urinário superior ou alto (rins). Os quadros que envolvem a bexiga são as conhecidas cistites, e os casos que envolvem os rins são chamados de pielonefrite.

As cistites são, na maioria das vezes, causadas por um tipo de bactéria proveniente do sistema gastrointestinal, chamada Escherichia coli. As uretrites (infecções da uretra) também podem ser decorrentes de bactérias provenientes do trato gastrointestinal, mas pelo fato da uretra nas mulheres estar mais próxima da vagina, algumas infecções sexualmente transmissíveis (IST) como herpes, gonorreia e infecção por clamídia igualmente podem levar à inflamação na uretra.

Para uma comparação da frequência comum das duas condições, a pielonefrite aguda ocorre cerca de 18 vezes menos que a cistite. O quadro clínico da pielonefrite, em geral, é mais grave e, em muitos casos, leva o paciente à internação hospitalar.

A grande diferença entre as duas é uma dor muito forte nas costas, do lado direito ou esquerdo (vai depender do rim afetado), e a presença significativa de febre nas medições de temperatura. Se estiver com esses sintomas, procure atendimento médico com urgência, pois a pielonefrite pode ser consequência de um cálculo renal.

A seguir, vamos falar mais sobre os sinais de inflamação, quais exames auxiliam no diagnóstico das infecções e como é feito o tratamento. Continue lendo!

Assine o App da Vale Saúde: Pronto Atendimento Online 24h por R$ 49,90

Quais são os sintomas da pielonefrite – infecção renal?

A doença pode ser considerada aguda ou crônica. No primeiro caso, a infecção bacteriana surge repentinamente e compromete o funcionamento dos rins. Se não tratada adequadamente, pode evoluir para uma doença renal crônica, tornando-se potencialmente grave.

Na forma crônica, os rins perdem a capacidade de funcionamento aos poucos, o que pode estar relacionado a uma outra doença já existente no paciente, como hipertensão arterial ou diabetes, ou a infecções agudas repetidas.

Tanto na forma aguda quanto na forma crônica os principais sinais do corpo para infecção renal são:

  • Dor tipo cólica no abdômen
  • Dor forte no fundo das costas (lombar)
  • Dificuldade para urinar
  • Vontade de urinar frequente e em pequenas quantidades
  • Disúria (dor ou ardência a urinar)
  • Urina com mau cheiro e escura
  • Febre
  • Calafrios
  • Sudorese
  • Náuseas e vômitos
  • Falta de apetite
  • Cansaço
  • Piúria (pus na urina)
  • Hematúria (presença de sangue na urina)

Os sintomas da infecção renal normalmente surgem de forma repentina e intensa, desaparecendo ao fim de alguns dias, quando o tratamento é feito adequadamente.

Quando a infecção não é tratada, a inflamação nos rins pode causar danos permanentes, que acabam afetando o funcionamento renal e levando ao aparecimento de insuficiência renal.

Quais tipos de exames detectam problema nos rins?

Para confirmar a existência de uma infecção no rim, é importante consultar um nefrologista ou urologista, que fará o diagnóstico da doença por meio da avaliação dos sintomas.

O médico deve fazer um exame físico, verificando a região lombar e a resposta de dor a estímulos de toque e movimentos. Para ajudar a confirmar o diagnóstico, o especialista ainda pode solicitar testes laboratoriais e exames de imagem.

As análises de sangue em laboratório, como um hemograma completo, podem detectar a presença de uma infecção nos rins, por meio da análise de sangue, quantificando as células brancas (indicativas de infecção no organismo).

Já os testes de urina tipo I e urocultura com antibiograma são úteis para confirmar a presença da infecção, de sangue, nitritos e leucócitos na urina, identificar o agente infeccioso (pela cultura bacteriana) e orientar a conduta terapêutica (qual antibiótico deve ser prescrito para aquele tipo de bactéria).

Exames de imagem, como ultrassonografia do abdômen, tomografia computadorizada e ressonância magnética, também podem ser úteis para visualizar cálculos renais, por exemplo. Eles servem para identificar anormalidades estruturais ou anatômicas no sistema urinário que representam risco aumentado de doença renal grave.

É sempre importante estabelecer o diagnóstico diferencial com doenças que podem apresentar sintomas semelhantes aos da pielonefrite. Entre elas, merecem destaque a doença inflamatória pélvica, a colecistite (inflamação da vesícula biliar), a apendicite (inflamação do apêndice vermiforme) e a pancreatite aguda (inflamação do pâncreas).

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

Qual o tratamento para infecção nos rins?

O tratamento da infecção renal depende da causa e se ela é aguda ou crônica. Nos casos em que a infecção é provocada por bactérias, o tratamento consiste na administração de antibióticos, via oral ou intravenosa (em caso de hospitalização), por um período que pode variar de 10 a 14 dias, dependendo da orientação médica. O objetivo é impedir que as bactérias se espalhem por todo o corpo – evitando uma infecção generalizada – ou que provoquem lesões permanentes nos órgãos infectados.

Alguns analgésicos e/ou anti-inflamatórios também são indicados para aliviar a dor, assim como medicações para deter o desconforto das náuseas e evitar vômitos.

Durante o tratamento da pielonefrite e outras infecções urinárias, a ingestão de grande quantidade de água e chás é importante para facilitar a cura da doença.

Depois de uma crise como esta, em que as dores são muito fortes, é importante ter um acompanhamento com especialista, para identificar possíveis causas e prevenir novos casos de infecção. E nunca esqueça: jamais se automedique, nem suspenda o uso de algum remédio sem orientação profissional.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Familiar por R$ 21,90/mês

Encontre a ajuda necessária na Vale Saúde

A Vale Saúde foi feita para cuidar da sua saúde. Ao assinar, você tem acesso a mais de 60 especialidades, incluindo nefrologia e urologia.

Além disso, também é possível coletar exames, como os testes de urina e sangue, sem filas e de uma maneira muito mais prática, e agendar exames de imagem solicitados pelos especialistas.

Saiba mais sobre as assinaturas da Vale Saúde e comece a tratar de si mesmo!

*Valores de referência em SP, Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o valor preciso será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Rim



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

validade do exame toxicológico

Qual a validade do exame toxicológico?

O teste é solicitado para contratação de motoristas e para obter a CNH de tipos C, D e E

quais exames confirmam diagnóstico diabetes

Quais exames confirmam o diagnóstico de diabetes?

Saiba quais exames confirmam o diagnóstico de diabetes, doença que afeta milhões de pessoas

exame que detecta anemia

Qual exame detecta anemia? Saiba como diagnosticar

O hemograma é o mais comum, mas uma bateria de exames pode ser solicitada pelo médico

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.