Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Problemas de coluna

Saiba como buscar ajuda para dores que têm origem em alterações da coluna vertebral

Como identificar problemas na coluna vertebral?

Problema muito comum na vida adulta, a dor nas costas é um sintoma frequente e relacionado a diferentes causas. Estima-se que todas as pessoas terão pelo menos um episódio de dor nas costas ao longo de sua trajetória.

Ela também pode ter origem em outros órgãos e se irradiar para área em questão, como: cólica renal ou ovariana, infecções, infarto e outros problemas. Esta dor pode ser leve ou intensa, rápida ou constante, e é um dos motivos que mais leva o paciente ao consultório. Além das diferentes causas, há múltiplos fatores de risco e formas de prevenção para o sintoma.

É sempre importante fazer consultas médicas regulares para investigar a causa das dores e não ficar ingerindo analgésicos e anti-inflamatórios por conta própria, pois esses medicamentos mascaram os reais sintomas. O clínico geral pode ouvir as queixas, examinar o paciente e solicitar diversos exames para fazer o diagnóstico. Descartadas outras possíveis doenças, quando a avaliação é que o problema está na coluna vertebral, o profissional vai encaminhá-lo para um especialista conduzir o tratamento mais adequado.

Quais podem ser as causas das dores nas costas?

Entre as principais causas de dor nas costas, estão:

  • Exercícios praticados de maneira errada ou com carga muito alta
  • Má postura
  • Sedentarismo
  • Hérnia de disco
  • Inflamação do nervo ciático
  • Artrose
  • Alterações na coluna vertebral (lordose, escoliose, cifose, espondilolistese, estenose espinhal)
  • Inflamação das articulações
  • Síndromes de dor músculo-esquelética, como fibromialgia ou polimialgia reumática
  • Infecções dos ossos da coluna vertebral como osteomielite
  • Aneurisma na aorta
  • Quedas
  • Estresse

Muitos distúrbios abdominais também podem causar dor irradiada nas costas, entre eles:

  • Apendicite
  • Cálculo renal
  • Pedra na vesícula
  • Infecções da bexiga
  • Pancreatite
  • Endometriose
  • Câncer de ovário
  • Cistos ovarianos
  • Torção testicular

Conheça as principais doenças da coluna

As dores na coluna são capazes de derrubar qualquer pessoa, já que, além do incômodo causado pela dor, atrapalham as atividades diárias e prejudicam a qualidade de vida do paciente.

Adotar uma vida saudável, praticar atividades físicas e manter a postura correta é a receita para evitar problemas de coluna. Porém, quando a dor intensificar, e mais, se vier acompanhada por sintomas como queimação, formigamento, outra alteração de sensibilidade na coluna, braços e pernas ou ainda prejudicar movimentos, é preciso procurar um ortopedista para realizar uma consulta e fazer exames.

Abaixo, separamos os principais problemas de coluna mais comuns, para você ficar atento.

Os problemas de coluna mais comuns

  • Hérnia de disco: quando há o deslocamento de um disco intervertebral (que amortece e evita o contato direto entre as vértebras). Os sintomas envolvem dor na lombar e no ciático, além de fraqueza nas pernas.
  • Bico de papagaio: chamado cientificamente de osteofitose, é uma alteração que surge nas vértebras da coluna, em que ocorre a formação de novas estruturas ósseas nas bordas das vértebras, conhecidas como osteófitos, e que apresentam a forma de um gancho, semelhante ao bico do papagaio.
  • Lombalgia: a famosa dor nas costas (região lombar, entre a décima segunda costela até o sulco interglúteo) está frequentemente associada à má postura. Nesses casos, além do tratamento comum para problemas de coluna, recomenda-se também compressas de água quente e repouso.
  • Cervicalgia: dores na região do pescoço são conhecidas como cervicalgia. Essa é uma patologia que aparece de forma súbita, e a causa normalmente está associada a movimentos bruscos ou traumas na região. Os músculos podem ficar tensionados causando o conhecido torcicolo, algo que tende a atrapalhar a rotina.
  • Escoliose: também bastante conhecida por afetar grande parte da população, é um desvio da coluna vertebral no plano frontal, ou seja, a coluna esta desviada para a esquerda ou para a direita. A escoliose tem variados graus e é a deformação da coluna vertebral, que passa a apresentar torção.
  • Hipercifose: também conhecida como cifose ou “corcunda”, acontece quando a coluna apresenta uma curvatura acentuada para fora, fazendo com que o pescoço, ombros e cabeça fiquem muito inclinados para frente, e podendo causar dor nas costas, dificuldade para manter o corpo reto, e em alguns casos, dificuldade para respirar.
  • Hiperlordose: é uma curvatura mais acentuada da coluna para dentro, que pode acontecer tanto na região cervical como na lombar, e que pode causar dor ou desconforto no pescoço ou no fundo das costas.
  • Artrose na coluna: uma das causas mais comuns de reumatismo, que afeta principalmente idosos, a artrose é uma doença que ataca as articulações, causando o desgaste da cartilagem que protege os ossos, inclusive na coluna. Os sintomas mais comuns são dor nas articulações, e dificuldade em realizar movimentos mais intensos.
  • Osteoporose: é uma condição que deixa os ossos mais porosos e frágeis, incluindo a região da coluna. O paciente irá precisar de suplementação de cálcio e vitamina D. Ele também será orientado a tomar mais sol, ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos e, para as mulheres, é preciso fazer terapia de reposição hormonal.

Como é feito o tratamento?

O tratamento dos problemas de coluna pode ser conservador, com medicamentos (anti-inflamatórios e analgésicos), repouso, fisioterapia, alongamento, reeducação postural e reforço físico. Nos casos mais graves, a indicação médica pode ser pelo procedimento cirúrgico.

Cada alteração demanda um processo específico, por isso é importante consultar um ortopedista especialista em coluna. O diagnóstico será feito, a princípio, com exame clínico e físico: o médico irá identificar possíveis deformidades, contraturas musculares e limitações de movimentos. Caso necessário, ele também solicitará exames de imagem (como raio-x, ressonância magnética, termografia e tomografia computadorizada).

Por exemplo, não é em todos os casos que o repouso – que pode anular a dor – é indicado para o tratamento de coluna. É comprovado cientificamente que manter repouso absoluto para aliviar a lombalgia não faz mais parte do protocolo recomendado, pois repouso prolongado enfraquece as musculaturas responsáveis pela sustentação e estabilidade da coluna.

Ela poderia se tornar mais vulnerável a lesões, por mera fraqueza muscular, assim que o paciente retornar às atividades de vida diária e profissional. Exercícios que promovam ou auxiliem a reeducação de como realizar corretamente seus afazeres, fortalecendo músculos estabilizadores e alongando os músculos encurtados, além de aliviar o quadro de dor, previnem o surgimento de outras lesões.

Como as dores nas costas e problemas de coluna podem ser evitados?

As dores nas costas podem ser prevenidas a partir de algumas mudanças comportamentais:

  • Exercícios físicos regulares
  • Manter boa postura
  • Controlar o peso corporal, evitar sobrepeso e obesidade
  • Manter hidratação e alimentação balanceada
  • Boa qualidade do sono
  • Técnicas de relaxamento (respiração, meditação)
Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil