Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Catarata

Lesão ocular deixa a visão embaçada, evitando que os pacientes enxerguem corretamente

Consulta presencial com oftalmologista

A PARTIR DE

R$ 60*

Consulta online com clínico geral

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é catarata?

O cristalino é um tecido transparente que funciona como a lente dos olhos. Ele permite que os raios de luz passem pela retina, transformando-os em imagens, sendo exatamente o atingido pela catarata.

A catarata é uma lesão ocular que torna o cristalino opaco e duro, fazendo com que a visão do paciente fique com uma espécie de névoa. A progressão da doença costuma ser lenta e geralmente atinge um olho e, depois de um tempo, o outro.

Se não for tratada, a doença pode levar à perda da visão. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira em todo o mundo, o que equivale a 20 milhões de pessoas.

Já no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO), surgem mais de 550 mil casos de catarata por ano. Mas a boa notícia é que a condição é reversível se for tratada corretamente.

Saiba mais sobre catarata com o oftalmologista Dr. Arthur Aquino

Quais são os principais sintomas?

  • Visão embaçada e dificuldade para enxergar
  • Visão dupla e imagens distorcidas
  • Visão noturna mais fraca
  • Sensibilidade à luz
  • Cores desbotadas e mais amareladas
  • Com a evolução da doença, o paciente pode começar a ver apenas vultos e, com o tempo, ficar cego

Como consequência desses sintomas, muitas pessoas podem apresentar dificuldade para dirigir, ler e até mesmo andar e realizar outras atividades diárias simples.

Quedas também são frequentes, assim como a perda de interesse em hobbies cotidianos, como costurar e assistir televisão.

Quais são os tipos de catarata?

A catarata pode ser congênita (mais rara) e adquirida:

  • Congênita: acontece quando a criança nasce com a doença. É consequência de doenças que a mãe contraiu durante a gravidez, como rubéola e toxoplasmose
  • Senil: é o tipo mais comum de catarata e ocorre em pessoas idosas, geralmente com mais de 60 anos
  • Diabética: é resultado dos sintomas da diabetes e acontece mais cedo do que a catarata senil. O avanço da doença também é mais rápido
  • Traumática: acontece após acidentes na região ocular
  • Secundária a medicamentos: ocorre após o uso de medicamentos ao longo da vida, principalmente de corticoides

Como é feito o tratamento?

A catarata deve ser diagnosticada pelo oftalmologista por meio de um exame de biomicroscopia, acompanhado de dilatação da pupila. Após a confirmação da doença, o paciente é encaminhado para a cirurgia, o único tratamento disponível para a condição.

Mesmo em um estado mais avançado, em que o paciente já enfrenta cegueira, a catarata é reversível, diferente de outras doenças oculares, como o glaucoma, que não tem cura e causa cegueira irreversível.

A cirurgia de catarata é um processo simples, rápido e com anestesia local. Nela, o cirurgião vai substituir o cristalino por uma lente artificial, que tem como objetivo recuperar a visão do paciente. Essa lente pode, inclusive, corrigir outros problemas de visão e acabar com a necessidade de óculos, tanto para perto, quanto para longe.

Após o procedimento, o paciente deve seguir à risca os cuidados passados pelo médico para garantir uma recuperação saudável. Se tudo ocorrer bem, ele será liberado para as atividades cotidianas em cerca de uma semana no máximo.

Como prevenir a catarata?

É importante cuidar da saúde ocular. Mesmo que você não tenha nenhum problema de visão, o recomendado é ir ao oftalmologista pelo menos uma vez ao ano para fazer uma checagem geral e garantir que está tudo bem com os seus olhos.

Embora a catarata mais comum seja a senil, que acontece na terceira idade, é essencial evitar o uso de colírios com corticoide sem indicação médica e exposição ao sol, principalmente se for sem óculos adequados para barrar os raios solares mais fortes.

Se tiver diabetes, é ainda mais indispensável fazer uma consulta de rotina com o oftalmologista, além de cuidar da saúde no geral para evitar outros problemas.

Em casos de lesões e traumas no olho, vá ao oftalmologista de emergência imediatamente para que ele analise possíveis danos à visão e outras consequências.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Monções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil