Vale Saúde - Logomarca

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Saúde e Bem-estar

Outubro Rosa: entenda a luta contra o câncer de mama

09 de

outubro

de 2023

outubro rosa
assinatura vale saúde

Campanha busca conscientizar sobre o tipo de câncer que mais mata mulheres em todo o mundo

O que é Outubro Rosa e qual o seu objetivo?

O Outubro Rosa é um movimento internacional que acontece todos os anos ao longo de todo o mês de outubro. Essa campanha busca conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce de câncer de mama por meio de consultas médicas, rastreamento de mamografia e autoexame.

Atualmente, a luta contra o câncer de mama é muito popular em todo o mundo, mas nem sempre foi assim. O movimento Outubro Rosa surgiu somente em 1990, nos Estados Unidos, com a distribuição de laços cor-de-rosa realizada pela Fundação Susan G. Komen for the Cure durante a primeira Corrida pela Cura.

Ao longo dos anos 90, várias cidades estadunidenses começaram a realizar ações voltadas ao combate do câncer de mama em outubro. Com o tempo, o Congresso dos Estados Unidos aprovou uma lei que oficializou outubro como o mês focado na prevenção desse tipo de câncer.

No Brasil, o movimento demorou um pouco mais para chegar. Em 2002, o Obelisco do Parque Ibirapuera, na cidade de São Paulo, foi iluminado com a cor rosa, simbolizando o primeiro passo para as celebrações do Outubro Rosa no país. No entanto, foi apenas em 2008 que a campanha se tornou mais popular em vários outros municípios brasileiros.

Fatores de risco para o câncer de mama: quem precisa tomar mais cuidado?

Geralmente, o câncer de mama é resultado de uma soma de fatores, sendo o que principal deles é a idade: a doença acomete mais as mulheres acima de 50 anos.

No entanto, há outros fatores de risco que podem impactar nas chances de desenvolver essa enfermidade, como:

  • Genéticos: ter histórico familiar de câncer de mama e nos ovários e alteração genética nos genes BRCA1 e BRCA2
  • Reprodutores: não ter filhos ou ficar grávida pela primeira vez depois dos 30 anos
  • Hormonais: ter a primeira menstruação antes dos 12 anos, entrar em menopausa após os 55 anos e fazer reposição hormonal depois da menopausa
  • Comportamentais: ser sedentária, ter obesidade ou sobrepeso, realizar raios-X com frequência, ser alcoolista e fumar

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

Como prevenir o câncer de mama?

Quando o câncer de mama é descoberto precocemente, as chances de cura podem chegar a 95%. Por isso, é importante que as mulheres se previnam das seguintes maneiras:

Autoexame

O autoexame é considerado uma peça-chave no diagnóstico precoce desse tipo de câncer. Esse exame é realizado pela própria mulher, em casa, sem precisar de qualquer tipo de locomoção. É recomendado que ele seja feito a partir dos 20 anos de idade.

Também é indicado que a mulher faça o autoexame todos os meses entre o quarto e o sexto dia após o fim da menstruação. Aquelas que não menstruam devem escolher um dia aleatório no mês para realizar a avaliação. Durante o exame, é necessário buscar pelos seguintes sinais:

  • Nódulos na mama ou na região da axila
  • Secreções no mamilo
  • Alterações na pele da mama
  • Pele com aspecto de casca de laranja

Mamografia

Outro meio de prevenção é a mamografia, que deve ser realizada todos os anos por mulheres com mais de 50 anos. A mamografia é o único exame que consegue detectar os tumores do câncer de mama em suas fases iniciais, quando ainda medem cerca de 5 milímetros.

Mulheres que possuem algum fator de risco para o desenvolvimento da doença devem fazer a mamografia a partir dos 40 anos, pelo menos uma vez a cada dois anos, além de também realizar o autoexame mensalmente.

Ultrassom das mamas

A mamografia não é recomendada para mulheres com menos de 40 anos porque o tecido das mamas é mais denso nessa faixa etária. Dessa forma, o exame pode ser impreciso.

Nesses casos, o mais indicado é realizar um ultrassom das mamas, que possibilita a avaliação de nódulos palpáveis. Em mulheres mais velhas, o ultrassom pode ser feito como um exame complementar, com objetivo de identificar tumores que não foram vistos na mamografia.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Familiar por R$ 21,90/mês

Ter uma vida saudável

De acordo com pesquisa publicada pela Associação Americana para a Pesquisa do Câncer, ter uma vida saudável consegue diminuir as chances de qualquer tipo de câncer até em pessoas que possuem predisposição genética.

Além disso, ter um estilo de vida ativo e sadio também aumenta o índice de sobrevivência entre as mulheres que já foram diagnosticadas com câncer de mama. Algumas dicas para cuidar do próprio corpo incluem:

  • Manter uma dieta saudável, com baixo teor de gordura, sem alimentos ultraprocessados e com preferência a frutas, legumes e vegetais
  • Praticar pelo menos meia hora de exercícios físicos por dia
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas
  • Não fumar
  • Utilizar hormônios sintéticos apenas com a prescrição e acompanhamento de um médico

Ainda é importante realizar consultas e check-ups médicos pelo menos uma vez ao ano com um ginecologista. De preferência também procure um nutricionista para ter a orientação necessária na hora de se alimentar.

E não se esqueça da saúde mental! Psicólogos e psiquiatras conseguem ajudar em casos de estresse, ansiedade e depressão, que podem prejudicar uma rotina saudável e a qualidade de vida no geral.

Como fazer o autoexame das mamas?

Há algumas maneiras de realizar o autoexame, e a mulher pode encontrar o jeito mais confortável de fazê-lo:

Em frente ao espelho

  • Fique em frente a um espelho razoavelmente grande
  • Olhe para os dois seios, com os braços abaixados
  • Coloque as mãos na cintura e faça força
  • Coloque as mãos na parte de trás da cabeça e confira o tamanho, a posição e o formato do mamilo
  • Pressione o mamilo de maneira leve e observe se há alguma secreção

Em pé

  • Erga o braço esquerdo e coloque-o acima da cabeça
  • Estique a mão direita para examinar a mama esquerda
  • Divida o seio em faixas invisíveis, que devem ser cuidadosamente analisadas. Para isso, utilize as polpas dos dedos, evitando as pontas e as unhas
  • Sinta a mama delicadamente e devagar
  • Faça movimentos circulares, de cima para baixo
  • Repita os mesmos movimentos na outra mama, a direita

Deitada

  • Deite-se na cama ou em um local confortável
  • Coloque uma toalha dobrada acima do ombro direito e comece e examinar a mama direita
  • Faça movimentos circulares com uma leve pressão enquanto sente a mama
  • Apalpe delicadamente a parte de fora da mama
  • Depois, apalpe as axilas
  • Faça o mesmo com a mama esquerda

Assine o App da Vale Saúde: Pronto Atendimento Online 24h por R$ 49,90

Encontrei um nódulo no meu seio: e agora?

Ao encontrar nódulos, secreções ou aspectos diferentes nas mamas, mantenha a calma e agende uma consulta rapidamente com um médico ginecologista.

Esse especialista irá examinar fisicamente a saúde das mamas, além de solicitar exames complementares, como mamografia, ultrassom e ressonância magnética das mamas.

Ao constatar de fato o nódulo, também é solicitada a realização de um exame de biópsia, para entender se o tumor é maligno ou benigno. Um tumor maligno indica o diagnóstico de câncer de mama.

Tratamentos do câncer de mama: cirurgia, quimioterapia e radioterapia

Ao receber um diagnóstico de câncer de mama, a mulher será encaminhada o mais rápido possível para iniciar o tratamento. Como já falamos acima, quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as chances de cura da doença.

O tratamento desse câncer geralmente é realizado por profissionais da oncologia e da mastologia, e depende do tipo de tumor desenvolvido e do estágio em que a doença está. É possível que o especialista prescreva:

  • Quimioterapia: que tem como objetivo matar as células cancerígenas por meio de medicamentos
  • Radioterapia: que tem como objetivo matar as células cancerígenas por meio de radiação
  • Hormonioterapia: que utiliza medicações para inibir a ação dos hormônios femininos
  • Mastectomia: cirurgia para retirar o tumor ou a mama completa

Assine o App da Vale Saúde: Desconto em medicamentos de até 35%

A vida depois do diagnóstico: por que redes de apoio são importantes?

Receber um diagnóstico de câncer de mama não é fácil. Entre toda a angústia que envolve a descoberta do tumor e o tratamento da doença, é necessário que a mulher receba o suporte de uma rede de apoio.

Além do auxílio e da empatia das equipes médicas, também é importante contar com o consolo e com a assistência de amigos e familiares, que podem oferecer conforto e ainda ajudar no dia a dia, limpando a casa e cuidando dos filhos, por exemplo.

É essencial entender que um diagnóstico de câncer provoca uma imensidade de emoções e sentimentos, fora toda a dor física causada pela doença. Por isso, a rede de apoio precisa ser empática e estar presente nos momentos mais críticos. Isso faz com que a mulher consiga buscar forças para vencer.

Outra ideia é participar de grupos de pacientes e ex-pacientes para trocar experiências, informações e inspirações.

A importância das campanhas de conscientização no Outubro Rosa e os cuidados necessários

A melhor maneira de combater o câncer de mama é a prevenção! Por isso, as campanhas de conscientização que englobam o Outubro Rosa são essenciais, pois alertam sobre a importância de cuidar da saúde e realizar os exames preventivos da maneira certa.

Com uma assinatura Vale Saúde, você consegue realizar mamografias e ultrassons das mamas de rotina com muito mais facilidade e com um valor que cabe no seu bolso. Além disso, assinantes também têm acesso a mais de 60 especialidades médicas, incluindo ginecologista, oncologista e mastologista.

Neste Outubro Rosa, lembre-se: a prevenção pode salvar a sua vida, então não deixe a sua saúde de lado. Saiba mais sobre as assinaturas da Vale Saúde agora mesmo!

Outubro Rosa



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

doenças femininas

Quais doenças mais afetam as mulheres?

Conheça condições específicas das mulheres e outras que elas têm mais tendência a desenvolver

descubra qual exame confirma câncer de ovário

Descubra qual exame confirma câncer de ovário

Doença tem mais chance de cura se for identificada em estágio inicial, mas o diagnóstico precoce ainda é difícil

o que é ultrassom morfológico

Saúde da gestante e do bebê: o que é ultrassom morfológico?

Neste Mês das Mães, fique por dentro dos exames de imagem realizados no pré-natal

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.