Vale Saúde - Logomarca

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Saúde Mental

Top10 Saúde

Dicas e Curiosidades

Dia Mundial da Pneumonia: conscientização e prevenção

09 de

novembro

de 2023

dia mundial da pneumonia
assinatura vale saúde

Para conscientizar sobre a prevenção da doença infecciosa, a OMS criou o Dia Mundial da Pneumonia

Pneumonia: um problema global de saúde pública

A pneumonia é a principal causadora de mortes por infecções em crianças de todo o mundo. A doença gerou a morte de mais de 808.000 crianças com menos de 5 anos em 2017, representando 15% de todas as mortes nessa faixa etária. Só em 2019, a infecção tirou a vida de mais de 2,5 milhões de pessoas. No entanto, a pneumonia continua sendo uma condição negligenciada.

A poluição do ar, os efeitos da pandemia de COVID-19 e de mudanças climáticas estão alimentando uma crise de pneumonia ao longo da vida, colocando milhões em risco de infecção e morte.

Considerando os efeitos severos da pneumonia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) promove ações todos os anos no Dia Mundial da Pneumonia, no dia 12 de novembro.

Em 2022, a Fundação Mérieux e o Every Breath Counts concederam bolsas a 11 organizações para apoiar eventos que fortalecem a luta contra a pneumonia. Já em 2021, o Dia Mundial da Pneumonia foi realizado durante a COP 26 (Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas).

A maior parte das populações com grave risco de contrair pneumonia está em países de baixa e média renda na África, Ásia e América Latina. Problemas de infraestrutura e o acesso a atendimento médico e medicamentos são alguns dos problemas que interferem na incidência da doença. O Brasil é destaque por investir constantemente na melhoria do tratamento da pneumonia, como a vacina para pneumonia. Entre 2001 e 2010, o índice de mortalidade atribuído à doença em crianças no país foi reduzido em mais de 50%.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

A importância do Dia Mundial da Pneumonia

A data, criada em 1999, defende a luta contra a pneumonia e propõe a conscientização sobre a doença. O combate à doença inclui:

  • Estratégias para alcançar populações vulneráveis e viabilizar o acesso a tratamento adequado
  • Fortalecimento dos sistemas de saúde
  • Fortalecimento das intervenções para prevenir e controlar a pneumonia
  • Apoio a estratégias de prevenção ao tabagismo e poluição do ar
  • Apoio a pesquisas sobre diagnósticos, prevenção e tratamentos.

O que é pneumonia?

A pneumonia é uma forma de infecção respiratória aguda que se instala nos pulmões. Ela é frequentemente causada por vírus, bactérias, fungos, reações alérgicas ou pela inalação de produtos tóxicos. Ela pode causar desde sintomas leves até a morte em pessoas de todas as idades, mas as crianças são as mais atingidas.

Só em 2019, 2,5 milhões de pessoas perderam a vida pela doença, sendo que 672.000 eram crianças. Diagnóstico e tratamento precoces são muito importantes para salvar vidas. A pneumonia é grave, mas tem tratamento.

Assine o App da Vale Saúde: Plano Familiar por R$ 21,90/mês

Causas e sintomas da pneumonia

Fatores de risco que enfraquecem o sistema imunológico ou situações que facilitam a entrada de agentes externos no sistema respiratório são as maiores causas da pneumonia.

Como fatores de risco que enfraquecem o sistema de defesa do corpo, podemos citar:

  • Alcoolismo e outros vícios
  • Falta de bons hábitos de saúde
  • Doenças pré-existentes
  • Uso de corticoides (classe de medicamentos de ação anti-inflamatória e imunossupressora)
  • Pacientes imunossuprimidos, como os que têm AIDS ou câncer

Os fatores que facilitam a entrada de agentes externos são, por exemplo:

  • Tabagismo
  • Ar-condicionado
  • Mudanças bruscas de temperatura

Além disso, a poluição do ar é o principal fator de risco de morte por pneumonia em todas as faixas etárias. Em 2019, quase um terço das mortes por pneumonia foi atribuído ao ar poluído, que pode vir de ambientes domésticos ou externos.

A pneumonia não é contagiosa, ou seja, não passa de uma pessoa para outra. Porém, ela depende muito da imunidade do paciente: se o sistema imunológico estiver enfraquecido, ela pode aparecer. Por isso, é importante hidratar-se frequentemente, ter uma boa rotina de sono e manter uma alimentação saudável. Para isso, é indicado procurar apoio de um nutricionista.

Os sintomas de pneumonia são semelhantes aos de uma gripe ou resfriado, mas são mais duradouros. Para saber se você está com pneumonia, observe o aparecimento dos sintomas:

  • Tosse, que pode ter catarro
  • Fadiga
  • Falta de ar
  • Dor no peito ao tossir ou respirar
  • Febre, calafrios e sudorese

Quais são os grupos mais vulneráveis à pneumonia?

Majoritariamente, os grupos mais vulneráveis à pneumonia são crianças muito jovens e idosos.

Crianças que vivem em áreas com baixas taxas de vacinação, desnutrição devido à escassez de alimentos e em lares que utilizam combustíveis poluentes para cozinhar são as pessoas mais vulneráveis.

Adultos com maior idade expostos à poluição do ar (principalmente proveniente da queima de combustíveis fósseis) e ao tabagismo também correm risco. Grande parte da estimativa de morte por pneumonia em adultos com mais de 50 anos são relacionadas à poluição do ar e ao tabagismo.

Além de crianças e adultos mais velhos, as pessoas com problemas de saúde preexistentes correm grande risco de contrair pneumonia. Pacientes diabéticos ou os que fazem uso de corticoide em altas doses, por exemplo, devem ser avaliados.

Assine o App da Vale Saúde: Pronto Atendimento Online 24h por R$ 49,90

Como a pneumonia é tratada? O papel dos antibióticos no tratamento

No geral, o tratamento depende do agente causador da doença. Frequentemente, é prescrito  o uso de antibiótico e a melhora costuma ocorrer em três ou quatro dias. Penicilina e amoxicilina são alguns dos medicamentos que podem ser usados para o tratamento.

Prevenção é a chave: como evitar a pneumonia

A imunização é um item decisivo para a prevenção da pneumonia. A vacina pneumocócica ou vacina para pneumonia é feita a partir de tecnologia de ponta e contribui não somente para uma redução dos casos de pneumonia e doenças pulmonares, mas também para a redução de variantes resistentes à penicilina. Ela é aplicada por meio de injeção e oferece proteção contra inflamação no ouvido e doenças graves causadas pelo Streptococcus pneumoniae, agente responsável por óbitos em todo o mundo.

Além da vacina contra a pneumonia, a vacina de gripe é importante para a prevenção da infecção. Ela não evita a pneumonia, entretanto, impede o agravamento de uma gripe forte, que pode desencadear a pneumonia. A imunização contra a COVID-19 também é um ponto chave na prevenção da pneumonia.

Assine o App da Vale Saúde: Desconto em medicamentos de até 35%

Além da imunização contra a pneumonia, é importante observar o aparecimento de sintomas da doença para iniciar o tratamento o mais rápido possível. Cada minuto que o paciente com pneumonia passa sem o antibiótico pode ser decisivo para a mortalidade.

Se o paciente observar sintomas semelhantes ao de uma gripe que não sara, é necessário buscar atendimento médico emergencial para fazer um diagnóstico. Não é necessário buscar especialistas, pois um clínico geral é capaz de detectar a presença da infecção e encaminhar rapidamente para o tratamento da doença.

Assine o App da Vale Saúde: Desconto em mais de 100 pacotes cirúrgicos

Com a assinatura da Vale Saúde, além de clínicos gerais e nutricionistas, você terá diversas outras especialidades e exames diversos disponíveis em poucos cliques. Saiba mais!

Pneumonia



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

consulta telemedicina

Quando posso fazer uma consulta por telemedicina?

Saiba quais são as especialidades que atendem em consultas online

check-up médico

Você sabe o que é um check-up médico?

Quer saber como se cuidar? Faça o seu check-up regularmente e veja os benefícios

A importância da vitamina D para o organismo e o cuidado com excesso do suplemento

A importância da vitamina D e o cuidado com o seu excesso

Benefícios da vitamina D3 ou colecalciferol, riscos da deficiência e quais problemas a superdose pode trazer

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.