Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Amigdalite

Amigdalite ou amidalite é uma infecção respiratória que atinge as amídalas (ou amígdalas)

Consulta presencial com otorrinolaringologista

A PARTIR DE

R$ 60*

Icone Consulta Online

Consulta online com otorrinolaringologista

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é amigdalite?

A amigdalite é uma doença infecciosa das vias respiratórias superiores e atinge as amígdalas. As amígdalas são dois órgãos que ficam na parede da garganta e são responsáveis pela defesa de algumas infecções, sendo a primeira barreira contra micro-organismos que chegam pela boca.

Quais são os tipos de amigdalite?

As infecções nas amígdalas podem ser de 4 tipos:

Amigdalite bacteriana

É causada por bactérias, geralmente a Streptococcus pyogenes. Atinge mais comumente os jovens e adultos.

Amigdalite viral

Ocorre por diferentes tipos de vírus, como, por exemplo, o adenovírus e influenza, mais frequente em crianças.

Amigdalite aguda

É a amigdalite persistente que pode durar até 3 meses.

Amigdalite crônica ou amigdalite de repetição

É quando a infecção dura mais de 3 meses ou reaparece frequentemente, (geralmente, todo mês).

Quais são os sintomas de amigdalite?

Em caso de uma amigdalite bacteriana, os sintomas são:

Já os sintomas de amigdalite viral são:

  • Febre não tão alta
  • Dor de garganta leve
  • Sem placas brancas (pus) na garganta
  • Tosse
  • Rouquidão (voz rouca)
  • Amígdalas vermelhas e inchadas
  • Garganta avermelhada
  • Dor ao engolir

É importante observar os sintomas para diferenciar a amigdalite de outras doenças, como gripe e mononucleose, ou mesmo das dores de garganta (que nem sempre são amidalite).

Outros tipos da infecção dependem de avaliação médica de um especialista para um diagnóstico preciso, como um otorrino.

O que causa amigdalite?

A amigdalite é contagiosa e transmissível. O que leva uma pessoa a desenvolver a condição é o contato com os vírus ou bactérias que causam a infecção.

Geralmente, a transmissão ocorre pelo contato direto com secreção nasal ou saliva, através de gotículas expelidas em tosses, beijos e espirros. Também pode ser transmitida no compartilhamento de objetos de uso pessoal como copos, escovas de dentes, garrafas de água, talheres, entre outros.

Como é o tratamento para amigdalite?

Alguns médicos podem diagnosticar a inflamação, como otorrinos e clínicos gerais. Antes de iniciar o tratamento para curar a amigdalite, é necessário saber se a infecção é bacteriana ou viral.

Nas amigdalites causadas por vírus, o tratamento é geralmente feito com analgésicos e anti-inflamatórios simples.

o tratamento para amigdalite bacteriana pede o uso de antibióticos específicos. Nesse caso, é necessário seguir à risca a recomendação médica e não suspender o uso por conta própria. Esse hábito perigoso pode fortalecer as bactérias, o que pode comprometer seu sistema imunológico.

Se não tratada, as bactérias e vírus podem migrar para outras partes do corpo e causar complicações como:

Em alguns casos mais graves de amigdalite aguda ou de repetição, o paciente pode não responder bem aos tratamentos convencionais. Nesses casos, a cirurgia de remoção das amígdalas pode ser recomendada por um otorrino.

Além da utilização de medicações, alguns comportamentos podem ajudar no tratamento da amigdalite:

  • Consuma alimentos e bebidas em temperatura morna para não irritar a garganta
  • Beba água e hidrate-se
  • No caso de amigdalite de crônica ou de repetição, consulte um gastroenterologista para descartar a hipótese de refluxo gastroesofágico, que facilita o surgimento de infecções
  • Dê preferência a alimentos pastosos, que são mais fáceis de engolir
  • Faça repouso para que seu corpo se recupere

É possível prevenir a inflamação?

Se você quiser se prevenir da amigdalite, é importante manter uma vida saudável para manter uma boa imunidade. Confira em nosso blog como saber se seu sistema imunológico está fraco!

Hábitos saudáveis incluem desde práticas de exercícios físicos, uma boa rotina de sono e até uma alimentação equilibrada. Entretanto, adotar algumas práticas pode ajudar a prevenir a infecção:

  • Lavar as mãos com frequência
  • Evitar cigarro
  • Evitar ambientes com ar-condicionado, pois o ar seco resseca a garganta e diminui a resistência das amígdalas
  • Beber dois litros de água por dia
  • Diminuir ou evitar contato com pessoas que estão doentes
  • Evitar compartilhamento de alimentos e objetos de uso pessoal, como copos e talheres
Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Monções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil