Vale Saúde - Logomarca

Sinusite

Inflamação das mucosas dos seios da face causa forte dor de cabeça, sensação de pressão no rosto e corrimento nasal

Consulta presencial com otorrinolaringologista

A PARTIR DE

R$ 60*

Consulta online com otorrinolaringologista

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é a sinusite?

A sinusite é uma inflamação que acontece nas mucosas dos seios da face, região do crânio que engloba cavidades ósseas ao redor do nariz, olhos e maçãs do rosto.

Essas mucosas têm como principal função drenar as secreções dos olhos, nariz e ouvidos. Mas, durante algumas situações, como gripes, resfriados e alergias, elas tendem a obstruir as aberturas dos seios faciais, causando acúmulo de secreção e potencializando as chances de inflamação.

A anatomia dos seios do rosto também pode ser um fator para o desenvolvimento da sinusite, porque algumas alterações anatômicas, como desvio de septo nasal, são capazes de impedir a drenagem das secreções corretamente, o que leva à inflamação.

Saiba mais sobre sinusite com o otorrinolaringologista Dr. Danilo Sguillar

Quais são os principais sintomas da sinusite?

  • Nariz entupido e corrimento nasal, com presença de secreção amarelada ou esverdeada. Em alguns casos, também pode ocorrer sangramentos no nariz
  • Dor facial ou sensação de pressão no rosto
  • Dor de garganta
  • Dor de ouvido
  • Tosse
  • Febre
  • Dor de cabeça forte e pulsante na região entre os olhos
  • Dor nos maxilares
  • Fadiga
  • Náuseas
  • Perda de apetite
  • Diminuição ou perda do olfato
  • Dores musculares

Quais são os tipos de sinusite?

Existem dois tipos de sinusites:

  • Sinusite aguda: acontece quando os sintomas persistem por menos de 12 semanas
  • Sinusite crônica: acontece quando os sintomas persistem por mais de 12 semanas. Além disso, nesse caso a tosse (geralmente noturna, com piora quando a pessoa se deita, e matinal) costuma ser o sintoma predominante.

Quais são as principais causas da doença?

A sinusite pode se manifestar por diversas razões, como:

  • Infecções respiratórias, como gripes, resfriados, Covid-19 e outras doenças do trato respiratório, que podem ser causadas por bactérias, vírus ou fungos
  • Alergias diversas, como à poeira, ácaros, pelos de animais, poluição, tintas, desinfetantes e outros produtos de limpeza podem resultar em um quadro de sinusite. Doenças alérgicas como rinite e asma também são causas da inflamação
  • Anatomia da face, como no caso de quem possui desvio de septo nasal ou sofreu um trauma na face. Ambas as situações podem causar o bloqueio dos seios nasais e o aumento de secreção
  • Doenças que afetam a imunidade, como Aids e fibrose cística
  • Tabagismo, infecções odontológicas e alterações de altitude também são condições capazes de provocar sinusite

Como é feito o diagnóstico?

Clínicos gerais e otorrinolaringologistas são os médicos especialistas capacitados para diagnosticar casos de sinusite. Geralmente, eles observam os sintomas e apalpam os seios nasais para identificar a inflamação.

Se houver necessidade, o otorrinolaringologista pode pedir alguns exames, como endoscopia nasal, tomografia computadorizada, teste de alergia e coleta de secreções nasais para detectar o motivo da sinusite e identificar o melhor tratamento.

O exame de raio-X já foi muito utilizado para o diagnóstico de sinusite. Entretanto, a tomografia computadorizada possui maior precisão na confirmação da doença, e o raio-X deixou de ser usado.

Qual é o melhor tratamento?

O tratamento para sinusite geralmente envolve o uso de medicamentos. Sprays e corticoides nasais ajudam a aliviar a congestão nasal, enquanto analgésicos e antigripais auxiliam com a dor de cabeça, a sensação de pressão e a febre, se houver. Antibióticos são prescritos no caso de sinusite bacteriana.

Além disso, há algumas dicas que podem ser seguidas para ajudar no alívio dos sintomas, como:

  • Pingar solução salina ou soro fisiológico nas narinas
  • Fazer inalação com solução salina ou soro fisiológico
  • Inspirar vapor quente (no banho, por exemplo)
  • Beba bastante líquido
  • Colocar a cabeça para trás, auxiliando a desobstrução dos seios faciais
  • Evite ficar no ar-condicionado, pois ele resseca as mucosas e pode espalhar fungos, vírus e bactérias

Os sintomas da sinusite devem desaparecer em alguns dias se o tratamento médico e os autocuidados forem seguidos corretamente. No caso de sinusite resistente, o otorrinolaringologista pode recomendar a cirurgia endoscópica.

O procedimento é feito por meio de um endoscópio, um tubo fino que possui uma luz em sua ponta. Durante a cirurgia, o médico irá analisar o que está causando a inflamação e, se necessário, utilizar ferramentas para raspar um pólipo (tecido que apresentou crescimento anormal e pode ser a causa da obstrução) ou ampliar a abertura do seio nasal.

Se você tem histórico recorrente de sinusite, busque ter uma alimentação saudável, fazer exercícios físicos sempre que possível, se agasalhar se fizer frio, beber bastante água, lavar as mãos com frequência e não fumar.

Procure um médico para identificar possíveis alergias e entender melhor as causas da inflamação. Depois disso, evite os gatilhos diagnosticados que causam sinusite em você.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Acupunturista