Vale Saúde - Logomarca

Afta

Pequenas úlceras podem surgir em diversas regiões da boca, como língua e bochechas

Consulta presencial odontológica

A PARTIR DE

R$ 32*

Consulta online com clínico geral

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é afta?

Aftas são pequenas úlceras que aparecem na cavidade oral (boca), em regiões como língua, bochecha, margens dos lábios, céu da boca e, mais raramente, na garganta. Elas costumam ser rasas e surgem por uma série de motivos, incluindo estresse, ansiedade e traumas no local.

Elas são caracterizadas por lesões abertas, ovais, brancas, com as bordas avermelhadas. Embora sejam rasas, são bastante doloridas e conseguem causar incômodo aos pacientes, principalmente no momento das refeições ou ao falar.

No geral, as aftas desaparecem em torno de 10 a 14 dias. No entanto, se não houver melhora em até 3 semanas, é recomendado agendar uma consulta com um dentista, clínico geral ou com um gastroenterologista, especialista responsável por tratar do aparelho digestivo.

Quais são os principais sintomas?

Os principais sintomas da afta incluem:

  • Úlceras rasas e pequenas, geralmente arredondadas, com bordas vermelhas e o centro branco ou amarelado
  • Inchaço
  • Desconforto na boca
  • Dificuldade para comer, beber ou falar

O que causa afta?

As causas da afta ainda não são totalmente compreendidas, porque existem outras condições que se desenvolvem na boca e possuem características semelhantes, como é caso do herpes labial. Entretanto, é importante ter em mente que as aftas não são causadas, em nenhuma hipótese, pelo vírus do herpes.

Alguns motivos levam ao aparecimento das lesões, como:

Quais são os fatores de risco para a condição?

Alguns fatores de risco elevam as chances de desenvolver as aftas. Alguns deles são:

  • Histórico familiar: pessoas com familiares que frequentemente apresentam as lesões têm maior propensão a desenvolvê-las
  • Idade e sexo: adolescentes e mulheres no geral têm maior tendência a ter aftas
  • Pessoas imunossuprimidas: portadores do vírus HIV ou pacientes com câncer possuem maiores riscos de ter afta
  • Uso de produtos bucais: alguns cremes ou enxaguantes bucais contém na fórmula certos ingredientes que facilitam o aparecimento das lesões

Como é feito o diagnóstico de afta?

Normalmente, as aftas desaparecem sozinhas dentro de 10 e 14 dias e não é necessário buscar ajuda profissional. No entanto, se não houver melhora em até 3 semanas, o paciente deve consultar um dentista, clínico geral ou gastroenterologista.

O especialista irá fazer um exame físico das lesões e realizará uma anamnese, para entender a frequência das aftas e fatores que podem ter desencadeado a condição, como traumas, ingestão de certos alimentos, estresse, ansiedade, genética e histórico médico, o que inclui o diagnóstico de doenças crônicas.

É importante que o profissional exclua outras enfermidades capazes de causar lesões semelhantes, como herpes labial, infecções bacterianas, fúngicas ou virais, e doenças autoimunes.

No geral, o diagnóstico de afta não requer exames complexos, mas se houver suspeita de deficiências nutricionais ou condições autoimunes, o médico deve solicitar testes laboratoriais, como o exame de sangue.

Afta tem cura? Como é feito o tratamento?

A afta costuma melhorar sozinha, mas se o paciente sentir muita dor e desconforto na boca, ou se as lesões forem atípicas, é importante consultar um especialista para obter o melhor tratamento.

O médico geralmente recomenda a higiene bucal correta, com o uso regular de fio dental antes da escovação, que, por sua vez, deve ser suave. A utilização de enxaguantes bucais sem álcool também é indicada, assim como bochechos com soluções antimicrobianas, para evitar infecções.

Além disso, pomadas e cremes tópicos, assim como analgésicos, corticoides e anti-inflamatórios, podem ser prescritos pelo dentista se o incômodo e as dores forem muito fortes. É importante, também, que o paciente evite comer alimentos ácidos e picantes e siga uma dieta mais natural, incluindo sucos, desde que não sejam de frutas cítricas.

Caso seja constatada uma deficiência de vitaminas, a suplementação também é necessária para que outras lesões não apareçam no futuro.

Como prevenir a afta?

Para prevenir o surgimento frequente de aftas, é necessário seguir algumas dicas, como:

  • Manter uma boa higiene bucal
  • Tentar evitar traumas na boca, mastigando devagar para não morder a língua ou as bochechas
  • Ter uma dieta balanceada, rica em vitaminas
  • Realizar acompanhamento psicológico em caso de ansiedade e estresse
  • Realizar gerenciamento de estresse, com exercícios de ioga e atividades físicas regulares
  • Manter uma boa hidratação para garantir que as mucosas da boca estão saudáveis
  • Agendar consultas regulares com um dentista, pelo menos uma vez ao ano
Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Dentista