Vale Saúde - Logomarca

Saúde V


Saúde e Bem-estar

Alimentação

Dicas e Curiosidades

Exames

Saúde Mental

Top10 Saúde

Saúde e Bem-estar

Dia dos Avós reforça importância do envelhecimento saudável

26 de

julho

de 2023

dia dos avós
assinatura vale saúde

Data é lembrada anualmente em 26 de julho em muitos países de tradição católica

Por que 26 de julho é o Dia dos Avós?

Símbolo de sabedoria e diversos ensinamentos cotidianos, os avós são lembrados anualmente, a cada dia 26 de julho, para receberem homenagens e felicitações em suas famílias e núcleos sociais. Os avós exercem um papel importante na vida de quem pode contar com eles e merecem respeito pela sua experiência e gratidão pelos bons exemplos que dão e os conhecimentos passados de geração em geração.

A data tem origem bíblica, relacionada a Santa Ana e São Joaquim, os pais de Maria e, portanto, avós de Jesus Cristo. Esses dois personagens históricos foram canonizados no século XVI pelo papa Gregório VIII, tendo recebido comemorações festivas em diversas datas diferentes ao longo do tempo.

A data definitiva para a homenagem foi instituída pelo Papa Paulo VI, no século XX. Dessa forma, a celebração anual costuma ocorrer nos países europeus de tradição católica e naqueles colonizados por eles, em sua maioria.

No entanto, em alguns países, o Dia dos Avós ocorre em outras datas. Nos Estados Unidos, por exemplo, a homenagem acontece no primeiro domingo de setembro. Já na Itália, a chamada “Festa Dei Nonni” é realizada no dia 2 de outubro.

No Brasil, o dia de Santa Ana e São Joaquim é feriado apenas nos municípios em que esses santos são seus padroeiros.

Neste artigo, vamos abordar um tema bastante importante relacionado com esta data: como ter qualidade de vida na terceira idade ou chegar nela de forma mais saudável, para poder aproveitar mais tempo junto com a família. Continue lendo!

Assine o App da Vale Saúde: Plano Individual por R$ 14,90/mês

O que é necessário para um envelhecimento saudável?

A maioria dos avós se encontra na chamada “terceira idade”, a partir dos 60 anos, ou está próximo de entrar nesta fase da vida. Atualmente, os idosos representam uma parcela considerável da população brasileira (mais de 15%, de acordo com o último censo). Cuidar da saúde é uma preocupação cada vez mais comum, visto que a expectativa de vida no nosso país só cresce, somando mais de 30 anos em oito décadas.

Envelhecer não significa necessariamente ter uma vida limitada e pouco satisfatória. O envelhecimento saudável permite manter a capacidade funcional do indivíduo e o bem-estar em idade avançada.

Doenças comuns nessa fase, como a diabetes e a hipertensão, podem e devem ser evitadas com uma alimentação balanceada, com a prática de exercícios físicos regulares e com o acompanhamento periódico de um médico.

É verdade que envelhecimento traz mudanças no nosso organismo, incluindo alterações neurológicas que comprometem funções cerebrais. No entanto, é possível evitar que lapsos de memória aconteçam com frequência mantendo o cérebro ativo. É importante exercitá-lo com atividades intelectuais, como aprender uma nova língua ou algum instrumento musical, e manter uma rotina social.

Vale a pena investir em um dia a dia feliz e equilibrado para garantir uma velhice mais tranquila e com saúde. Nesse processo de cuidados com a saúde mental, o papel social e o convívio familiar também são fundamentais.

Quais são os quatro tipos de envelhecimento?

Um estudo publicado pela revista Nature Medicine em 2020 determinou quatro categorias do envelhecimento humano, o que pode ajudar médicos a personalizarem tratamentos e recomendações de estilos de vida para os seus pacientes, como não fumar e evitar álcool.

De acordo com os responsáveis, por meio das análises foi possível concluir que as pessoas tendem a cair em uma das quatro vias biológicas do envelhecimento ou “ageotypes” (na nomenclatura original da publicação editada no Reino Unido): imunológico, renal, hepático ou metabólico.

Os pesquisadores perceberam, por exemplo, que aqueles com envelhecimento imunológico apresentavam mais indicadores de inflamações com o passar do tempo, enquanto aqueles que tinham envelhecimento metabólico acumulavam mais açúcar no sangue. Com essas definições, será possível saber se alguém está mais propenso a, em algum momento, sofrer de diabetes, câncer ou doenças cardíacas, por exemplo.

Quais são os quatro pilares do envelhecimento ativo?

Atualmente, o mundo tem mais avós do que netos. Até 2050, haverá duas pessoas com mais de 65 anos para cada criança ou adolescente, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A maioria de nós pode esperar viver muito mais do que as gerações passadas. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a estimativa é de que, em 2030, pela primeira vez, a população idosa brasileira será mais numerosa do que a de crianças, ultrapassando os 43 milhões.

A longevidade é uma conquista da evolução da ciência e dos cuidados com a saúde. Porém, isso também traz à tona novas preocupações com a qualidade de vida dos idosos. Para proteger a população mais velha, a Organização das Nações Unidas (ONU) determinou que este período de 10 anos que estamos vivenciando (entre 2021 e 2030) seja a década do envelhecimento saudável.

Para alcançar o bem-estar na terceira idade, existem quatro pilares a serem observados:

  1. Alimentação: a dieta deve ser balanceada, com a ingestão de proteínas, carboidratos, fibras, cálcio e vitaminas, além de evitar carne vermelha, embutidos, açúcares, gorduras, sal e cafeína
  2. Exercícios físicos: deve haver uma rotina para as práticas, o importante é manter a regularidade. Uma caminhada breve, cerca de 30 minutos por dia, já é interessante para quem quer manter um envelhecimento ativo
  3. Saúde mental: ter momentos frequentes de lazer e de estímulos intelectuais, manter os papéis sociais e o convívio com a família, viver em um ambiente amigável e com uma mentalidade positiva
  4. Acompanhamento médico: com uma rotina de consultas e exames preventivos, mantendo medicações sempre sob supervisão. O geriatra é o especialista responsável pelas doenças do envelhecimento humano. Ele pode tratar da saúde integrada do paciente e cuidar das condições gerais dos idosos. Enfermidades crônicas podem ser evitadas, curadas ou controladas se forem prevenidas ou diagnosticadas e tratadas em tempo adequado

Assine o App da Vale Saúde: Pronto Atendimento Online 24h por R$ 49,90

Encontre o atendimento necessário na Vale Saúde!

Na Vale Saúde você encontra consultas com mais de 60 especialidades médicas, incluindo geriatra!

Saiba mais sobre nossas assinaturas e comece a cuidar da sua saúde agora mesmo!

Dia dos Avós



vale saúde sempre assinatura post

Escrito por Vale Saúde

A Vale Saúde é uma marca Vivo e oferece serviço de assinaturas com descontos e preços acessíveis para você cuidar melhor da sua saúde.

Posts Relacionados

saúde mental

Qual é a importância do lazer para a saúde mental?

Atividades prazerosas conseguem melhorar a qualidade de vida e aumentar a expectativa em até 4 anos

doenças crônicas

O que são doenças crônicas? Conheça as 5 principais no Brasil

Os fatores de risco em comum para este tipo de condição são tabagismo, sedentarismo e má alimentação

colesterol baixo

O HDL é o colesterol bom ou ruim?

Confira dicas para melhorar a quantidade do chamado colesterol bom no organismo

Receba novidades em seu email

Inscreva-se na nossa newsletter

Ao se inscrever, você concorda com os termos de uso, a política de privacidade e em ser contatado por SMS, e-mail e telefone.