Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Varizes

Veias torcidas e dilatadas aparecem principalmente nas pernas e nos pés, e têm maior incidência em mulheres

O que são varizes?

As varizes são veias dilatadas e tortuosas, que surgem geralmente nas pernas e nos pés. Elas se formam quando as válvulas que impedem o refluxo do sangue nas veias não funcionam adequadamente. Isso causa um acúmulo de sangue e uma pressão nas paredes das veias, fazendo com que elas se alarguem e se deformem. Os sintomas são dor, inchaço, sensação de peso e alteração na cor da pele.

Fatores genéticos, hormonais, obesidade, gravidez, envelhecimento, ficar em pé ou sentado por longos períodos e falta de atividade física contribuem para o seu desenvolvimento.

Existem diferentes tipos de varizes, como as superficiais, as profundas e as esofágicas.

Já os tratamentos vão desde medidas de estilo de vida até procedimentos médicos pouco mais invasivos, dependendo da gravidade do caso, para aliviar os sintomas e reduzir a sua aparência.

Quais são os tipos de varizes?

As varizes são classificadas em diferentes tipos com base na sua localização e características, sendo elas:

  • Veias varicosas do tronco: são as veias grossas e salientes que ficam perto da superfície da pele, geralmente nas pernas. Elas causam dor, inchaço, coceira, manchas escuras e podem evoluir para complicações como trombose ou flebite (tipo de inflamação que ataca as paredes das veias dos membros inferiores)
  • Varizes reticulares: são as veias médias e azuladas que ficam abaixo da pele, no tecido gorduroso, estando ou não associadas às telangiectasias (pequenos vasos sanguíneos). Elas causam sensação de peso e cansaço nas pernas
  • Telangiectasias ou aranhas vasculares: são as veias finas e avermelhadas que ficam na camada mais superficial da pele, formando desenhos parecidos com teias de aranha. Elas são mais comuns na face, no nariz ou nas pernas. Não costumam causar sintomas, mas comprometem a aparência
  • Varizes secundárias: se desenvolvem em outras áreas do corpo, como o esôfago (varizes esofágicas) ou região anal (hemorroidas)

Esses tipos variam em tamanho, localização e gravidade, e o tratamento é determinado com base na avaliação médica para cada caso específico.

Quais são os sintomas?

Os sintomas variam conforme o local em que aparecem. Os mais comuns são:

  • Veias dilatadas e tortuosas de cor azulada ou arroxeada, que são vistas sob a pele
  • Sensação de peso, dor, inchaço, queimação ou formigamento nas pernas
  • Cãibras musculares, principalmente à noite
  • Coceira na pele sobre a área afetada
  • Alteração na cor da pele, que pode ficar mais escura ou avermelhada
  • Descamação, ressecamento ou inflamação da pele

As varizes que surgem na região pélvica ou no esôfago causam outros sintomas, como dor abdominal, dor durante ou após as relações sexuais, sangramento nas fezes ou nos vômitos. Nesses casos, é importante consultar um médico especialista para avaliar a gravidade do problema e indicar o tratamento adequado.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito por um médico angiologista ou cirurgião vascular, que irá examinar as veias afetadas e avaliar os sintomas do paciente. Ele também pode solicitar alguns exames para verificar o fluxo de sangue nas veias e a presença de possíveis complicações.

Os exames mais comuns para o diagnóstico de varizes são:

  • Ultrassom: o ultrassom usa ondas sonoras de alta frequência para criar imagens das veias e das válvulas, mostrando se há refluxo ou obstrução do sangue
  • Flebografia: consiste na injeção de um contraste radiológico nas veias, seguida de radiografias, para visualizar o trajeto e o calibre das veias
  • Ressonância magnética: a ressonância magnética usa um campo magnético para gerar imagens detalhadas das veias e dos tecidos ao redor, podendo identificar varizes pélvicas ou esofágicas

Esses exames ajudam a determinar a gravidade das varizes e a indicar o tratamento mais adequado para cada caso.

Quais são os fatores de risco?

Os fatores de risco são as condições que aumentam a probabilidade de uma pessoa desenvolver veias dilatadas e tortuosas nas pernas ou em outras partes do corpo. Alguns deles podem ser evitados ou modificados, enquanto outros não dependem da vontade ou da ação da pessoa.

Os fatores de risco de varizes que não podem ser mudados são:

  • Predisposição genética: se você tem familiares com varizes, você tem mais chances de ter também, por herdar veias mais frágeis ou válvulas menos eficientes
  • Idade: com o passar dos anos, as veias perdem a elasticidade e o sistema de válvulas enfraquece, dificultando o retorno do sangue para o coração e favorecendo o aparecimento das varizes
  • Sexo: as mulheres estão mais sujeitas a desenvolver varizes do que os homens, pois os hormônios femininos, como a progesterona e o estrogênio, causam dilatação das veias e interferem no funcionamento das válvulas

Já os fatores de risco de varizes que podem ser evitados ou modificados são:

  • Gravidez: durante a gestação, o volume de sangue no corpo aumenta, a pressão no abdômen cresce e os hormônios alteram a resistência das veias, o que leva ao surgimento ou ao agravamento das varizes
  • Excesso de peso e obesidade: o excesso de gordura corporal aumenta a pressão sobre as veias das pernas e dificulta o retorno venoso, além de favorecer o aparecimento de outras doenças que afetam a circulação, como diabetes e hipertensão
  • Ficar muito tempo em pé ou sentado: permanecer na mesma posição por longos períodos prejudica a circulação do sangue e favorece o acúmulo nas veias, especialmente se as pernas estiverem cruzadas ou dobradas

Varizes têm cura? Qual o tratamento?

Sim, varizes têm cura e o tratamento depende da gravidade e do tipo delas. Existem diversas opções de tratamento, divididas em:

  • Tratamentos não invasivos: não envolvem cortes ou agulhas, como o uso de meias elásticas, exercícios físicos, medicamentos orais ou tópicos, e tratamentos naturais, como massagens, compressas e chás
  • Tratamentos minimamente invasivos: envolvem pequenas punções ou incisões, como a escleroterapia, que consiste na aplicação de uma substância que provoca a obstrução das veias, a laserterapia, que usa a energia do laser para fechar as veias, e a radiofrequência, que usa o calor para o mesmo fim
  • Tratamentos invasivos: aqueles que envolvem cirurgias vasculares, como a flebectomia, que remove as veias doentes, e o stripping, que retira as veias safenas afetadas

O tratamento mais adequado para cada caso deve ser indicado pelo médico que irá avaliar as características das varizes, os sintomas e as possíveis complicações. O objetivo do tratamento é aliviar os incômodos, melhorar a aparência das pernas e prevenir problemas como trombose, úlceras ou sangramento.

É possível prevenir as varizes?

Sim, é possível prevenir ou pelo menos retardar o seu aparecimento, seguindo algumas recomendações, como:

  • Praticar exercícios físicos leves no seu dia a dia, que não exijam do corpo grandes esforços
  • Usar meias elásticas, se indicado pelo médico
  • Manter o seu peso sob controle, evitando o excesso de gordura corporal
  • Revezar com uma certa frequência sua posição, a fim de melhorar a circulação sanguínea no corpo, evitando ficar muito tempo sentado ou em pé
  • Consultar um médico angiologista ou cirurgião vascular e seguir suas orientações

Essas medidas ajudam a manter a função venosa saudável, especialmente se você faz parte de algum grupo de risco.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Angiologista

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Moções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil