Vale Saúde - Logomarca

Sobre a Vale Saúde

Rede de Atendimento

Blog

Ajuda

Tuberculose

Doença causa tosse seca com sangue e pode se espalhar por todo o corpo por meio da corrente sanguínea

Consulta presencial com pneumologista

A PARTIR DE

R$ 60*

Consulta online com pneumologista

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é a tuberculose?

A tuberculose é uma doença transmitida pelo Mycobacterium tuberculosis, também conhecido como o bacilo de Koch. Entre as doenças infectocontagiosas, a tuberculose é a que mais mata no Brasil.

A transmissão da tuberculose ocorre pelas vias aéreas. A partir desse ponto, a bactéria entra no organismo e se aloja no pulmão ou em outras regiões do corpo. É por isso, inclusive, que existe mais de um tipo de tuberculose, porque o local em que a bactéria se alojar vai ditar os sintomas e a gravidade do quadro clínico do paciente.

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas mais comuns da tuberculose acontecem quando a bactéria está no pulmão do paciente. Alguns exemplos são:

  • Dor no peito;
  • Febre;
  • Cansaço;
  • Suor noturno;
  • Tosse seca por mais de duas semanas;
  • Produção de catarro;
  • Falta de apetite;
  • Emagrecimento;
  • Escarro com sangue.

Entretanto, como falamos acima, a depender do tipo da doença, os sintomas podem ser diferentes. Por isso, vamos falar um pouco mais sobre cada tipo de tuberculose a seguir.

Conheça os tipos de tuberculose

Existem cinco tipos de tuberculose: a pulmonar, a miliar, a óssea, a ganglionar e a pleural. Falamos mais sobre elas agora:

Tuberculose pulmonar: acontece quando o bacilo se aloja nos pulmões. É o tipo mais comum de tuberculose é a que proporciona os sintomas mais “clássicos”, como tosse seca. O contágio acontece por meio do contato com gotículas de saliva da pessoa infectada.

Tuberculose miliar: ocorre quando a bactéria entra na corrente sanguínea e atinge todos os órgãos. É a forma mais grave de tuberculose, porque oferece risco de meningite e ataca vários órgãos com gravidade.

Tuberculose pleural: esse tipo da doença acontece quando o bacilo ataca a pleura dos pulmões, o que causa dificuldade em respirar. Não é contagioso.

Tuberculose ganglionar: assim como a tuberculose ganglionar, é um tipo de tuberculose extrapulmonar. Nesse caso, afeta o sistema linfático, como os gânglios do tórax, o pescoço, o abdômen ou a virilha. Também não é contagioso.

Tuberculose óssea: é o tipo menos comum da doença e acontece quando a bactéria consegue atingir e se desenvolver nos ossos, causando dor e inflamação.

Como evitar a transmissão?

A transmissão da tuberculose ocorre por meio de gotículas ou pelo ar ao ter contato próximo com uma pessoa infectada. É importante dizer que um paciente com tuberculose só pode transmitir a doença se houver algum tipo de comprometimento pulmonar em até no máximo 15 dias após o início do tratamento com os medicamentos corretos.

Pessoas com o sistema imunológico comprometido (portadores de HIV, pessoas em tratamento de câncer ou quem possui doenças autoimunes, por exemplo) têm maior risco de contrair o bacilo. Usuários de drogas e fumantes também têm maiores chances de desenvolver a doença.

Para se prevenir, é recomendado evitar espaços fechados e com pouca circulação de ar, além de se afastar completamente de pessoas diagnosticadas com a doença. Outro meio de evitar a contaminação pelos tipos mais graves da tuberculose é tomando a vacina BCG na infância.

Como é feito o diagnóstico?

O paciente, ao perceber os primeiros sintomas compatíveis com a tuberculose, deve procurar imediatamente um médico para que o diagnóstico seja fechado e o tratamento iniciado o mais breve possível.

O diagnóstico leva em conta os sintomas apresentados, raio-X do pulmão e análise da secreção pulmonar (catarro). Se ainda houver dúvida, o médico pode solicitar também uma biópsia pulmonar.

Tuberculose tem cura?

Embora seja uma doença persistente e difícil de tratar, a tuberculose tem cura. A dificuldade está na conscientização das pessoas e seguir com o tratamento, que deve ser feito por 6 meses consecutivos, independente do desaparecimento dos sintomas em menor tempo.

Muitas pessoas param de tomar os medicamentos assim que os sintomas passam. Isso é um grande problema, porque, quando a bactéria não é totalmente eliminada do organismo, volta a atacar os pulmões e outros órgãos com mais resistência.

O tratamento da tuberculose é totalmente gratuito e oferecido em todos os postos de saúde do Brasil. Consiste no uso de três medicamentos: a pirazinamida, a isoniazida e a rifamicina, que devem ser tomados de acordo com indicação médica.

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Clínico Geral

Tire suas dúvidas sobre a Vale Saúde na nossa central de ajuda

Vale Saúde - Logomarca
Vivo - Logomarca

A Vale Saúde é uma assinatura e não um plano de saúde.

*Valores de referência em SP Capital, podem variar dependendo do prestador e região do país, mas o preço exato será informado na solicitação de orçamento e agendamento. Os serviços de saúde são de inteira responsabilidade dos prestadores, sendo a Vale Saúde apenas meio de pagamento e plataforma que conecta o usuário com a rede credenciada. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Copyright © 2022-2023 Vale Saúde. Todos os direitos reservados. CNPJ: 14.336.330/0001-67 | Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376 - Cidade Monções 04.571-936 – São Paulo/SP – Brasil