Vale Saúde - Logomarca

Síndrome do Intestino Irritável

Entenda os sintomas, causas e tratamentos disponíveis para a doença funcional que afeta os intestinos grosso e delgado

Consulta presencial com gastroenterologista

A PARTIR DE

R$ 60*

Consulta online com gastroenterologista

A PARTIR DE

R$ 90*

Desconto em medicamentos

ATÉ

35%

O que é a Síndrome do Intestino Irritável?

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) se caracteriza por uma inflamação das vilosidades intestinais. As paredes dos intestinos são revestidas com músculos que se contraem e relaxam conforme o alimento ingerido vai passando do estômago em direção ao reto. Para quem tem esta condição, as contrações podem ser mais fortes e podem durar mais tempo do que o normal, ocasionando a alteração dos movimentos intestinais.

Os episódios de desconforto abdominal, dor, diarreia e prisão de ventre (constipação) - presentes pelo menos durante 12 semanas (consecutivas ou não) - costumam aparecer na adolescência ou juventude, sendo bem raro surgirem pela primeira vez depois dos 50 anos de idade.

A estimativa é que de 10% a 20% das populações dos países sejam diagnosticas com a síndrome. Os dados também apontam que as mulheres estão mais propensas a desenvolver o problema.

A doença funcional comum do aparelho digestivo é crônica, afeta os intestinos grosso e delgado e exige acompanhamento médico no longo prazo.

Quais são os principais sintomas da doença?

Os principais sinais são:

  • Desconforto ou dor abdominal
  • Excesso de gases intestinais
  • Pontadas na barriga, que melhoram depois de defecar e que duram pelo menos uma vez por semana
  • Aumento do número de evacuações por dia
  • Inchaço abdominal
  • Períodos de diarreia
  • Prisão de ventre
  • Fezes com muco

Um ponto importante é que os sintomas devem estar presentes por, pelo menos, 12 semanas (consecutivas ou não) para confirmar o diagnóstico. É necessário lembrar também que é possível que nem todos os incômodos estejam presentes ao mesmo tempo. Além disso, podem haver dias em que os desconfortos piorem e outros em que melhorem ou até mesmo desapareçam.

Quais são as causas da Síndrome do Intestino Irritável?

Não se sabe exatamente o que leva uma pessoa a desenvolver a Síndrome do Intestino Irritável. No entanto, acredita-se que seja multifatorial e esteja relacionada a alterações no eixo cérebro-intestino (um eixo que representa a ligação entre o cérebro e o intestino, que influencia o funcionamento do órgão do sistema digestivo).

Por isso, alguns fatores de risco que estão relacionados com o surgimento da síndrome do intestino irritável são:

  • Estresse
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Alergias ou intolerâncias alimentares
  • Histórico familiar da doença
  • Hormônios
  • Infecção intestinal/gastroenterite
  • Outras doenças

No entanto, os sintomas da síndrome do intestino irritável também podem surgir sem nenhuma causa específica.

Entre as principais causas, há um forte componente emocional ligado a grandes cargas de estresse e ansiedade. Nos momentos mais intensos, pode ocorrer agravamento dos sintomas.

Existem medicações e tratamento, mas a mudança de hábitos é essencial: reeducação alimentar, alternativas de descompressão emocional e reação ao estresse e adoção de atividade física.

Como diagnosticar e tratar a doença?

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Podem ser consultados gastroenterologistas ou proctologistas.

Embora não exista um exame específico para diagnosticar a síndrome, é possível fazer testes para descartar outros problemas e doenças similares. Exames de sangue, culturas de fezes e até mesmo colonoscopias e outros exames de imagem do abdômen podem ser necessários.

O tratamento tem como objetivo aliviar sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. Além de mudanças na rotina e alimentação, pode ser necessário incorporar suplementos de fibras e até mesmo antidepressivos leves como forma de gerenciar a ansiedade como gatilho da síndrome. Formulações específicas para lidar com sintomas como diarreia e gases também podem ser recomendadas.

O tratamento pode permitir que a pessoa tenha uma vida social e familiar mais saudável e com menos sofrimento. Praticar exercícios físicos regularmente, adotar práticas de relaxamento (meditação, yoga, arte) a fim de controlar o estresse e acompanhamento psicológico são indicados para acelerar a recuperação e evitar novos episódios.

Como prevenir a inflamação do intestino?

É importante ter uma alimentação saudável e orientada por um nutricionista para prevenir a inflamação do intestino. Manter uma dieta com alimentos leves e diminuir os ricos em gorduras e condimentados contribui para melhorar a qualidade de vida de quem tem a condição.

Convém eliminar bebidas gaseificadas, alimentos gordurosos e glúten da alimentação diária, além de evitar consumo excessivo de cafeína, álcool, cigarro e drogas recreativas. A manutenção da saúde mental também é fundamental para quem tem predisposição à Síndrome do Intestino Irritável (SII).

Assine e agende uma consulta

Escolha uma assinatura ideal para você e agende sua consulta agora:

Especialistas mais indicados para o tratamento

Proctologista